Destaques Esporte

Pressionado por protesto da torcida, Rodrigues descarta saída do Cruzeiro

15 de junho de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Pressionado no cargo, o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, publicou uma carta nas redes sociais nesta segunda-feira, 14, na qual diz respeitar as manifestações dos torcedores cobrando a sua saída, mas descartou a renúncia.

“Saibam também que existem boicotes a quem luta contra o sistema instaurado em 2019. Mas eu jamais vou desistir”, disse. O dirigente ainda comentou áudios vazados de conversa com pessoa de confiança em que afirma ter sofrido ameaças.

No último sábado, 12, centenas de torcedores do Cruzeiro foram à Toca da Raposa II pedir a saída do presidente. Sérgio Rodrigues afirma que viu tudo com muito respeito. O dirigente ainda prometeu uma entrevista para esclarecer as dúvidas dos torcedores. “Acompanhei de perto (os protestos).

“Compreendo os que discordam das ações e opções que fizemos até o momento para recuperar o Cruzeiro. Eu nunca disse que seria fácil e também já disse que erramos, mas sempre tentando o melhor, trabalhando dia, tarde e noite”, acrescentou, em outro trecho da carta.

O presidente negou que deixará o cargo.

“Àqueles que me julgam arrogante, saibam que desde o primeiro dia eu tenho buscado o diálogo e ajuda de vários cruzeirenses e agentes do esporte, sejam torcedores, empresários, sócios, imprensa, conselheiros, dirigentes. Procurei e recebi muita gente. E saibam também que existem boicotes a quem luta contra o sistema instaurado em 2019. Mas eu jamais vou desistir”, frisou.