Destaques Geral

Prefeitura retira radar da Arlindo Figueiredo

28 de setembro de 2020

O equipamento, que multava acima de 50 km/h, ficou no local pouco mais de oito meses. / Foto: Helder Almeida

PASSOS – O Departamento Municipal de Trânsito retirou na quinta-feira, 25, o radar eletrônico instalado na avenida Arlindo Figueiredo, na pista sentido centro de Passos, próximo ao Lar São Vicente de Paulo. O equipamento, que multava motoristas que trafegassem acima de 50 km/h, ficou no local pouco mais de oito meses.
Ontem, o diretor do departamento, Gerson Ferreira da Silva, revelou que o motivo de o radar já ter sido recolhido pela empresa Gerenciamento e Controle de Trânsito S/A foi a expiração do contrato de comodato com a prefeitura.

Para voltar a funcionar no mesmo local, temos que realizar um novo processo licitatório, o que já está sendo avaliado por mim e pela equipe do Trânsito”, disse.

Ele ressalta que não só na avenida Arlindo Figueiredo, mas em outros pontos do perímetro urbano de Passos, há necessidade de radares.

Não é tão fácil colocar equipamentos assim. São caríssimos, geram muitas despesas de manutenção, aferição e necessitam de profundas análises do tráfego de veículos. Temos que fazer isso com muita calma e inteligência para não trazer descontentamentos”, declarou Silva.

A ideia de instalar o radar na Arlindo Figueiredo foi do ex-diretor de Trânsito Marcelo Alves da Silva, o Mingau. O equipamento entrou em operação no dia 10 de janeiro deste ano, e até 30 de abril, 5.427 motoristas haviam sido autuados. A projeção de arrecadação com as multas processadas era de R$ 832,241,15. A reportagem tentou apurar o número atualizado de multas aplicadas, bem como a quantia arrecadada durante os 258 dias em que o radar esteve em operação, mas, até o fechamento desta edição, o departamento não havia informado os dados solicitados.