Destaques Geral

Prefeitura perde verba de R$400 mil, diz vereador

23 de julho de 2020

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas Lotéricas, Correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências. / Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – O vereador Erick Freire Silveira denunciou a Prefeitura de Passos por ter devolvido uma verba, oriunda do governo estadual, no valor de R$400 mil, que, segundo ele, deveria ter sido destinada ao Projeto Travessia. O programa é vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e tem como objetivo de construir ou reformar sanitários em lares de famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade financeira.

Além disso, o parlamentar afirma que o Executivo possui R$ 1.729.229,52 em conta, que também devem ser aplicados em serviços sociais, no entanto, o recebimento não foi divulgado e não teria havido, segundo ele, informações sobre a utilização dos recursos.

O Projeto Travessia existe desde a administração anterior e tudo estava certo para que fosse executado. Apesar disso, nenhuma atitude foi tomada e, agora, o valor foi devolvido pelo simples motivo de que a prefeitura não teve competência para realizar as obras. Neste momento, sabemos que existe um grande saldo depositado em conta corrente, mas me pergunto como esse dinheiro será aplicado. É necessário que existam projetos para que o município não perca mais esse repasse? E se não for o caso, qual será o destino da verba?”, questiona o vereador.

Sobre o fundo para a assistência social do município, o parlamentar ainda destaca que a pandemia do novo coronavírus é um fator que auxiliou para que mais recursos chegassem aos cofres públicos.

Existem várias campanhas para conter a covid-19, incluindo o amparo para moradores em situação de rua, compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) e outras questões relacionadas à infecção. Mas afinal, precisamos saber como esse dinheiro será investido e como os cidadãos serão beneficiados”, disse.

Com o objetivo de obter retorno em relação aos pontos abordados pelo vereador, a equipe da Folha da Manhã entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Passos, que se comprometeu a enviar um posicionamento sobre a situação. Contudo, nenhuma resposta foi recebida até o fechamento desta edição.