Destaques Geral

Prefeitura de Fortaleza vai instalar 14 câmeras de segurança na cidade

24 de julho de 2021

Foto: Reprodução

FORTALEZA DE MINAS – A prefeitura de Fortaleza de Minas vai começar, em breve, a instalação de 14 câmeras de monitoramento em 11 pontos da cidade. O objetivo é dar mais segurança à população e também inibir furtos no município. O valor do investimento é de R$45 mil e o valor foi obtido por meio de emenda parlamentar.

De acordo com o prefeito Adenilson Queiroz, no dia 14 deste mês foi realizada uma licitação, tendo como empresa vencedora a Tera Telecomunicações. “A administração pública está sempre empenhada em executar os projetos de forma eficiente e transparente, a fim de beneficiar a população”, assegurou.

Para isso, serão instaladas quatro câmeras nas entradas da cidade, quatro no entorno da Praça da Matriz, uma próximo à Policlínica, uma próximo à Escola Municipal e uma próxima à sede da prefeitura. As câmeras serão monitoradas por uma central e também pela Polícia Militar, por meio de um aplicativo instalado em celular.

Ainda conforme explicou o prefeito, a instalação dos equipamentos vem sendo negociada desde 1º de agosto de 2018, quando a prefeitura recebeu ofício da Secretaria de Estado de Governo sobre a assinatura do Convênio nº 1491000173/2019 (Aquisição de Câmeras para Monitoramento Urbano).

Somente em 10 de setembro de 2019 que foi depositado em conta a parcela única no valor de R$45 mil referentes à emenda parlamentar. Em 14 de outubro de 2019 enviamos ofício com solicitação de prorrogação de vigência do convênio, devido à validade inicial ser 10 de dezembro de 2019. Fomos informados através em 5 de dezembro que a prorrogação foi aceita, com justificativa de que foi devido ao atraso no pagamento da parcela única por parte da secretaria”, disse Queiroz.

Devido à pandemia, a administração municipal informa que não conseguiu contato via correios e nem por telefone junto à Segov, conseguindo assim um e-mail da pessoa responsável pela análise da documentação enviada, a qual informou o recebimento dos documentos e relatou estar em análise. Informou também que devido ao período eleitoral, somente depois que as análises seriam retomadas.

Após os trâmites regulamentares, em 1º de maio deste ano, finalmente, o Termo Aditivo foi aprovado e publicado no Diário Oficial de Minas Gerais. Sendo assim, foi dado andamento no processo licitatório”, finalizou o chefe do Executivo.