Destaques Política

Prefeita de Delfinópolis diz ser contra reajuste que dobrou salário de vereadores

14 de Maio de 2020

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas Lotéricas, Correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências. / Foto: Divulgação (Agência Brasil)

DELFINÓPOLIS – A Prefeita de Delfinópolis, Suely Lemos, foi intimada pela Justiça para responder a um pedido assinado por três vereadores, em nome da Mesa Diretora da Câmara Municipal, que entraram com pedido judicial para ter de volta o aumento de salário que foi cancelado, após uma recomendação do Ministério Público.

Na época, foi dobrado o salário dos vereadores da cidade, passando para R$4.374,25, um aumento de R$2.274,25 por mês. A chefe do Executivo disse ser contrária ao retorno do valor.

De acordo com Suely, se a Justiça entender que eles estão certos, os vereadores terão direito a esse aumento e também ao valor retroativo, que é a diferença multiplicada pelo número de meses que não receberam o salário de R$4.374,25. Somado, a Câmara irá pagar somente referente ao reajuste, um total de R$982.476,00, sem contar juros e correção monetária.

Os parlamentares que ingressaram com o pedido são o presidente da Câmara, Mauro César de Assis, Doris Day Aparecida Ferreira Pimenta e Fransérgio Anselmo Pimenta.

Esse dinheiro pode ser investido em tantos outros serviços que sabemos ser necessários na cidade. Como representante da população, respondi para a Justiça que sou contra o pedido de aumento proposto pela Mesa Diretora da Câmara. Mas, quero explicar também para todos os cidadãos e cidadãs, que, desde o dia que assumi a Prefeitura de Delfinópolis, tenho trabalhado com muita seriedade e responsabilidade com o dinheiro público, pois é assim que um gestor precisa conduzir a administração, e é assim que se cuida do dinheiro que é do povo. E será dessa forma que continuarei fazendo, enquanto estiver prefeita de Delfinópolis”, afirmou Suely.

Prefeita de Delfinópolis, Suely Lemos, foi intimada pela Justiça. / Foto: Divulgação