Destaques Previdência

Postos continuam fechados

4 de agosto de 2020

As agências da Previdência Social permanecerão fechadas até 24 de agosto devido à quarentena de combate à pandemia de Covid-19. Até lá, os segurados do INSS continuarão dependendo do atendimento a distância para solicitar ou manter seus benefícios. Enquanto a retomada presencial não ocorre, o INSS continua recebendo pedidos e comunicando aos segurados concessões e indeferimentos de aposentadorias, pensões e outros benefícios por meio da internet, principalmente pelo aplicativo Meu INSS, e por meio da central telefônica 135.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Recadastramento
  • Perícia
  • Direito
  • Auxílio-doença

Recadastramento

Alguns serviços que só podem ser prestados com a presença do segurado estão suspensos, como ocorre com o recadastramento anual da senha, também chamado de prova de vida. O segurado que estava com o seu benefício ativo em março não precisará ir ao banco para recadastrar a senha até, pelo menos, 30 de setembro. O INSS poderá aumentar esse período, embora isso ainda não esteja previsto. A entrega de documentos complementares nas agências, chamado de cumprimento de exigências, também teve seu prazo de 30 dias suspenso. Mas o serviço continua sendo possível por meio do envio digitalizado de documentos pelo Meu INSS.

Perícia

Serviços que dependem do exame do cidadão por um médico perito, como ocorre na análise de pedidos de auxílios-doença, são impraticáveis enquanto as agências estiverem fechadas. Por isso, o INSS passou a adiantar R$ 1.045 por mês para segurados aprovados em uma análise prévia. Para ter o adiantamento do auxílio-doença, o cidadão precisa enviar pelo Meu INSS a imagem digitalizada do relatório médico atestando a incapacidade para o trabalho.

Direito

Quando as perícias forem retomadas, os segurados que receberam a antecipação do auxílio-doença serão examinados e, se confirmado o direito ao benefício, o INSS vai complementar os valores que deixaram de ser pagos para cidadãos cujas médias salariais garantiriam auxílios com valores acima de R$ 1.045.

Auxílio-doença

O INSS está liberando auxílios-doença a distância, sem a realização de perícia médica. Esse atendimento é realizado pelo aplicativo Meu INSS ou no site meu.inss.gov.br. O segurado envia um atestado médico válido e o INSS analisa se há direito ou não. Se o benefício for negado, é possível recorrer administrativamente ou na Justiça.