Cidadania Destaques

Polícia Militar faz doação de cestas básicas à família que teve fornecimento de água suspenso

27 de março de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Nesta quinta-feira, 25, após ser acionada por um funcionário da Copasa, policiais militares compareceram à rua Santa Marta, bairro Lagoinha, em Belo Horizonte, para verificar uma denúncia de ligação clandestina na rede de abastecimento de água.

Segundo a PM, de acordo com relato do funcionário, havia uma ligação clandestina de água no imóvel, próximo ao portão de entrada da residência, que teve o abastecimento de água interrompido desde 17 de março de 2021 por não pagamento de contas. Segundo informações divulgadas pelo governo do estado, o corte no fornecimento da Copasa está suspenso desde o ano passado por conta da pandemia de covid-19.

De acordo com a PM, o funcionário da estatal relatou aos militares que o ramal de água da Copasa havia sido interligado diretamente ao ramal de água da residência e que, no local, nem sequer havia hidrômetro. Na residência, os militares fizeram contato com um homem de 36 anos, que se identificou como morador da casa e disse que ele mesmo havia feito o “gato” na rede de água.

Segundo relato feito pelo morador, ele mora no imóvel há dois anos, de aluguel, e que no local também moram idosos, crianças e um parente que se encontra acamado, totalizando oito pessoas. Ainda de acordo com a polícia, o morador afirmou que ter feito a ligação clandestina por questão de extrema necessidade, uma vez que o abastecimento de água havia sido cortado porque nem ele e nem os familiares tinham condições financeiras para quitar as contas de água atrasadas.


Situação vulnerável

A guarnição da PM ouviu o relato e percebeu que a família se encontrava em situação bastante vulnerável, necessitada de apoio. Os militares, então fizeram contato com vários segmentos em busca de ajuda para a família, e, em contato com o Colégio Tiradentes, conseguiram dez cestas básicas para doação à família. Segundo a PM, as pessoas agradeceram e afirmaram que, com a doação, terão o que comer nos próximos dias.