Destaques Política

PMP realiza ações para o desenvolvimento da população vulnerável

24 de julho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – A Prefeitura de Passos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda (Sedest), tem realizado ações para fornecer proteção social aos cidadãos. Além das políticas públicas da assistência social, são oferecidos também benefícios eventuais, amparados por lei, tais como: o aluguel social, cestas básicas, auxílio-natalidade, e auxilio-funeral.

Segundo Silvia Helena Horta Borim, diretora do departamento de Assistência Social, de acordo com a política nacional de assistência social (PNAS), a Sedest tem por objetivo garantir a proteção social aos cidadãos, ou seja, apoio a indivíduos, famílias e à comunidade no enfrentamento de suas vulnerabilidades, por meio de serviços, benefícios, programas e projetos.

Segundo a Prefeitura, desde o início da pandemia, a secretaria tem se desdobrado entre manter ativas todas as suas atividades e criar novas estratégias para assistir e desenvolver pessoas em situação de vulnerabilidade. Com exceção dos atendimentos em grupo, que estão suspensos conforme recomendação da OMS, todas as ações da secretaria têm atingindo êxito e efetividade.

Tivemos um aumento expressivo no número de atendimentos para elaboração de cadastro único, devido à situação de pandemia em que estamos vivendo. Estamos atuando como apoio para pessoas que não foram aprovados no auxílio emergencial disponibilizado pelo Governo Federal e no Bolsa Merenda, oferecido pelo Governo Estadual”, afirmou Borim.

A pasta continua mantendo em funcionamento todas as atividades de proteção social especial de média complexidade, como o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) e o Centro de Referência e Atendimento à Mulher em situação de violência (Cramp), que tem atuado de forma continua e rotineira.

Já em relação à proteção social especial de alta complexidade, que compreende os programas Famílias Acolhedoras e o Acolhimento Institucional, a secretaria tem buscado fomentar a participação e envolvimento da sociedade. Recentemente foi criada uma campanha visando aumentar o número de famílias cadastradas no programa Família Acolhedora, que busca acolher e integrar a criança numa rotina familiar de cuidados e humanização.