Destaques Turismo

Piumhi forma novos condutores em trilhas e roteiros turísticos

9 de outubro de 2020

O curso realizado no mês de setembro reuniu oito pessoas interessadas em turismo rural. / Foto: Divulgação

PIUMHI – O Sindicato dos Produtores Rurais de Piumhi e o Sistema Faemg/Senar/Inaes realizaram em Piumhi, na Sede Campestre do Tênis Clube, o curso Trabalhador com Turismo Rural/ Arte de conduzir em trilhas e roteiros. A demanda é decorrente do crescimento do turismo na região que está entre dois pontos turísticos em evidência no momento: o Lago de Furnas e a Serra da Canastra; atrativos repletos de belezas naturais com cânions, cachoeiras e Nascente do Rio São Francisco. O curso realizado no mês de setembro reuniu oito pessoas interessadas em trabalhar com turismo rural e motivou outros que já estão na atividade, segundo a mobilizadora Darci Garcia de Melo. Para a instrutora Gislaine Regina da Silva, muitos viram no curso a oportunidade de uma nova profissão de condutor.

Após o treinamento foi identificado participante que pretende desenvolver o turismo rural em propriedades de familiares e até mesmo a ideia de construção de Pousada Rural. No fechamento foi criado um grupo, para fortalecer e criar uma associação de condutores”.

O grupo segue animado para a criação da Associação, capacitação na prevenção de acidentes, mapeamento turístico e levantamento da fauna e flora.

O curso para mim foi maravilhoso. Me fez enxergar o que sempre esteve a minha volta e que eu nunca havia percebido. Aprendi várias coisas, desde procedimentos e postura para conduzir turistas, tipos de turistas, passeios, circuitos, trilhas, a importância para a economia local, sustentabilidade, responsabilidade e respeito com a natureza, oportunidades que podem a ser criadas, ideias que podem ser amadurecidas, locais potenciais que podem ser trabalhados; enfim o curso desvendou meus olhos para as belezas naturais que temos em nossa região”, disse o participante Reni Rodrigo.

Ele também tem como meta criar novos roteiros trabalhando em parceria com parentes que moram na divisa do Chapadão da Serra da Canastra. Ézio Dornela Goulart ressaltou que conduzir bem um grupo não é uma tarefa muito simples, como deu para perceber ao longo do curso.

Conduzir um grupo de turistas é muito mais do que levar o grupo a algum lugar. É levar com informação e segurança, o que exige conhecimento, experiência e sensibilidade”.

Para Emanuela Lima Soares Melo, que já trabalha com turismo em Capitólio, o curso aconteceu no momento certo e oportuno, proporcionando conhecimento amplo, trazendo mais técnicas e capacitando a formação de profissionais, para receber os turistas com mais confiança.  “Com essa capacitação trabalhamos em prol da cidade e região gerando empregos e movimentando a economia”.