Destaques Geral

Piumhi flexibiliza abertura do comércio e da feira livre

24 de abril de 2020

PIUMHI – Em reunião entre a Prefeitura Municipal de Piumhi, o Comitê de Crise e a Associação Comercial e Empresarial (ACE), foi decidido nesta quarta-feira, 22, a flexibilização comercial na cidade, com restrições de horário e limite de clientes. O decreto publicado anteriormente, no dia 12 de abril, já permitia a abertura de alguns setores do comércio, sem atendimento presencial.

No novo decreto publicado nesta quarta, o comércio em geral, como lojas de roupas, sapatos, papelaria, mecânicas, material de construção, móveis, entre outros, terá horário de funcionamento das 6h às 15h. De acordo com o Prefeito, esse horário pode sofrer alterações futuras e os estabelecimentos devem respeitar o limite máximo de três clientes por atendimento. A feira livre voltará a funcionar, porém somente aos domingos, das 5h às 12h apenas para venda exclusiva de produtos alimentícios. O cliente deve fazer as suas compras e não permanecer no local para consumo.

Para o funcionamento do comércio é obrigatório o preenchimento de um termo de responsabilidade e ciência das obrigações que está disponível no site da Prefeitura (piumhimg.gov.br). O empresário deve preencher o termo e enviá-lo para o e-mail ([email protected]).

Cabe ao proprietário do estabelecimento o cumprimento das normas de prevenção, atentando-se para os itens de proteção individual dos colaboradores e clientes, sob pena de multa pelo descumprimento.

Detalhes do Decreto

Em relação às igrejas e templos, estes só poderão ser abertos para visitação e oração individual, sendo permitido o funcionamento entre as 6h e 18h. Outro setor com regras especiais serão as academias, que podem funcionar com no máximo cinco pessoas. As aulas não devem ultrapassar os 45 min, sendo vedado o atendimento a alunos do grupo de risco. O setor de beleza, que inclui clínicas de estética, barbeiros, cabeleireiros, manicures, pedicures e podólogos, pode funcionar com atendimento de um único cliente por vez e com agendamento prévio. Fábricas devem trabalhar em escala de revezamento de funcionários. Consultórios odontológicos deverão atender apenas urgências.

Autoescolas também podem funcionar de acordo com o horário estabelecido para o comércio em geral.

Hotéis e pousadas ficam proibidos de hospedar turistas, apenas clientes que comprovem que estão prestando serviço no município. Escritórios de advocacia, de contabilidade, imobiliárias, engenharia e pessoas jurídicas têm atendimento presencial limitado a três clientes por vez, mediante agendamento. As clínicas de fisioterapia também poderão atender com permanência de apenas um cliente por profissional, sendo vedada a espera de clientes no local. Os serviços e venda de produtos para animais também podem retomar as atividades. Já atividades de buffet, casas de shows, cinema, clubes e qualquer tipo de evento em que haja aglomeração de pessoas continuam suspensas.

Restaurantes, bares e trailers continuam com funcionamento pelo sistema de entrega em domicílio ou para retirada no local, sendo vedada a entrada de consumidor no estabelecimento. Restaurantes localizados às margens das rodovias, como em postos de combustíveis, poderão atender os profissionais em trânsito ligados às atividades essenciais de produção de abastecimento, com número restrito de pessoas. Supermercados, mercados, açougues, padarias, entre outros, seguem normalmente, pois são serviços essenciais.