Cidadania Destaques

Passos terá mutirão de castração de cães e gatos

Por Ézio Santos / Especial

9 de julho de 2021

Passos receberá um mutirão de castração entre os dias 20 e 27 de julho. / Foto: Divulgação

PASSOS – Entre os dias 20 e 27 deste mês, o município vai receber, pela primeira vez, um mutirão de castração de animais que envolve os poderes Executivo e Legislativo. A previsão é de esterilizar em torno de 500 cães e gatos. A ação foi decorre de articulação entre a vereadora Gilmara Silveira de Oliveira e o deputado estadual Noraldino Lúcio Dias Júnior, que atuam na defesa da causa animal. Noraldino, que é Juiz de Fora, destinou cerca de R$150 mil, por meio de emenda parlamentar, para o custeio das castrações, que serão realizadas em sete dias.

A vereadora, ex-presidente da ONG Patas Amigas, é a representante da Câmara Municipal e o prefeito de Passos, Diego Oliveira, representa o poder Executivo no projeto.

Uma parceria dessas nunca ocorreu em Passos. Uma ação que irá beneficiar muitas famílias que não podem custear a cirurgia em seus animais. A castração é a principal medida para o controle populacional e a procriação indiscriminada leva milhares de animais ao sofrimento com o abandono nas ruas”, afirmou a vereadora.

A parlamentar afirma que o programa também vai custear as despesas de possíveis intercorrências no período de 48 horas após as cirurgias e o deslocamento do castramóvel da Aliança Juizforana pela Defesa dos Animais (Ajuda). A prefeitura vai fornecer a infraestrutura e o Sindicato dos Produtores Rurais de Passos (Sinrural) vai ceder espaço no Parque de Exposições Adolpho Coelho Lemos para a realização dos procediemnto.

Além da Patas Amigas, outra ONG de Passos, a SOS Patas, também está envolvida no mutirão.
As duas entidades foram convidadas a participar do evento para prestigiar o trabalho das ONGs, atender a demanda de cirurgias e porque as instituições, em função da demanda, têm conhecimento de casos para atendimento.

O objetivo é castrara animais que vivem em determinada região da cidade e são cuidados pelos moradores locais, os que são resgatados e estão em lar temporário aguardando adoção, que são cuidados por famílias de baixa renda que não podem arcar com os custos da castração e os de rua, de acordo com a disponibilidade de lar temporário.

Os de famílias que não podem arcar com os custos da castração também serão atendidos”, frisou Gilmara. As inscrições para o mutirão de castração devem ser feitas por meio da rede social Facebook nas páginas das ONGs Patas Amigas Passos e SOS Patas MG.