Destaques Literatura

Passense lança livro sobre saúde mental na infância

Por Adriana Dias / Redação

24 de julho de 2020

Foto: Site EBC

O passense Marcos Venicio Esper é o organizador do livro “Experiências diante da Saúde Mental na Infância”, título que sai pela Editora Appris, e aborda a saúde mental na infância com conceitos de deficiências, transtornos, síndromes e processos de aprendizagem. A obra é uma coletânea com textos de outros nove profissionais e será vendida por R$42, sendo que a renda será revertida, na totalidade e com o aceite de todos os envolvidos, para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Passos (Apae).

De acordo com Esper, o livro busca abordar, por meio da interdisciplinarização e multiprofissionalização, os olhares e as experiências para essa densa e complexa temática. Portanto, a obra contou com a participação de multiprofissionais. Participaram as pedagogas e psicopedagogas Alzira Jorri de Tomei e Amanda Jorri de Tomei; as enfermeiras Monise Martins da Silva e Bianca de Cássia Ferreira Silva; as nutricionistas Vivian Freitas Silva Braga Silveira e Bruna Lima Ribeiro; a assistente social e docente Denise Gisele Silva Costa; a neuropsicóloga Karina Oliveira Sanches; o pedagogo e professor Marcelo Esper; a médica pediatra Rosângela Leal Cherchiglia; a médica psiquiatra Maria Priscila Cescato e o antropólogo Ramiro Fernandez Unsain, da Universidad Nacional de Buenos Aires e Universidade Federal de São Paulo.

Vivemos num tempo em que não acreditamos somente em conjecturas ou teorias, como nos passados tempos do Iluminismo. As pessoas não buscam somente ideias abstratas, mas as experiências vivenciadas. As políticas públicas de saúde mental para a população infantojuvenil compreendem um amplo campo de aprendizagem e conhecimento. Apesar do progresso nos últimos anos, há vários desafios a superar, como uma atenção à saúde individual e coletiva, pois o público infantojuvenil demanda constante atualização e criação de estratégias específicas de atuação que valorizem a troca de informações entre os profissionais da saúde e da educação que atendem seres humanos em desenvolvimento”, afirmou o organizador.

As teorias podem apresentar caminhos, mas locomover por esses caminhos é uma questão de experiência. Por essa razão, a literatura científica tem privilegiado temas voltados para patologização, medicalização e, em especial, a atuação de equipe multiprofissional.

Criança ou jovem agitado, triste e angustiado, insociável, come demais ou come de menos, apresentam problemas de aprendizagem na escola, talentoso em excesso, tímido e violento: há várias razões para a família ou responsáveis confiar e buscar auxílio de um profissional da saúde ou da educação. Na fase de inocência e da autoconstrução, quais são os comportamentos patológicos e os que não são? O que é da área da saúde ou educação? Onde o sofrimento psíquico começa na criança? Quando e quem consultar e buscar apoio? É necessário, desde cedo, rotular e medicalizar comportamentos atípicos? Essas questões dizem respeito à sociedade como um todo porque refletem nossa relação com a norma, as regras e as diferenças”, salientou Esper.

Este livro é destinado a familiares e profissionais da educação e da saúde que se interessam pela saúde mental infantojuvenil, e traz reflexões para o bem-estar físico, mental, social e cultural. Por muitos anos, no exercício de meu ofício como educador e psicanalista, guardo em mim vários depoimentos, entrevistas, observações e dados que serviriam para pesquisas acerca do tema da saúde mental na infância. Portanto, nasce, assim, a obra que o leitor tem em mãos, um conjunto de minhas sensações e as experiências de outros profissionais sensíveis a essa temática a fim de sensibilizar pais, educadores e profissionais da saúde que estejam dispostos a entender a relevância de parcerias e da singularidade de cada contexto familiar e escolar na fase infantojuvenil.

O livro “Experiências diante da Saúde Mental na Infância” foi editado pela Appris e será vendido em plataforma digital, além de exemplares com os autores. / Foto: Divulgação