Destaques Geral

Paróquias da cidade suspendem missas presenciais até o dia 28

Por Mayara de Carvalho / Redação

22 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

Passos – Mesmo com a permissão para o funcionamento de igrejas, missas e celebrações religiosas em Passos, por meio do último decreto municipal de 19 de janeiro, algumas paróquias da cidade decidiram suspender as missas presenciais até quinta-feira, 28, período no qual o decreto vigora.


Você também pode gostar de:

O pároco da Igreja Matriz, Sandro Henrique Almeida dos Santos, disse que a decisão veio após avaliação junto ao Conselho Paroquial Pastoral (CPP) e à maioria dos membros do Conselho Administrativo e Econômico Paroquial (CAEP).

Em conversa com alguns padres, e tendo aval da maioria dos membros, seja do conselho da pastoral ou do conselho econômico, decidimos por suspender as missas presenciais por dois motivos. O primeiro é pela dificuldade que nós teremos em restringir para 25 pessoas para Matriz e 10 pessoas para Capela São Francisco o número de participantes, como nos orienta o decreto. Tendo em vista que temos sempre pessoas participando e o número estava em 220, depois caiu para 60, na semana passada, o que não foi fácil administrar, avaliamos que seria mais difícil acolher esse novo número que se reduziu e decidimos, por bem, fecharmos”, afirmou.

Outro motivo que culminou na decisão foi o de que não seria permitido receber idosos. “E nós percebemos que a maior parcela de participantes das paróquias, Paróquia Bom Jesus, por exemplo, são idosos”, disse. As transmissões nas mídias digitais continuam nos mesmos horários em que as missas presenciais ocorriam.

As paróquias São José, que fica no bairro Vila Rica, São Judas Tadeu, na Aclimação e Bom Jesus dos Passos confirmaram o fechamento durante os dias que vigoram o decreto. Nas outras seis paróquias da cidade, o fiel deve ligar para confirmação se há missas online ou presenciais. A coordenadora pastoral, Cecília Lima, disse que, durante as celebrações, as igrejas vão ficar fechadas. “Terminou a celebração, vamos abrir normalmente permitindo a visitação dos fiéis”.