Cidadania Destaques

Paraíso realiza mutirão de limpeza para combate à dengue

13 de julho de 2021

Mutirão recolheu grande número de materiais descartados irregularmente. / Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – No último sábado, 10 de julho, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses, promoveu mais um mutirão de limpeza para o combate à dengue no Município. Desta vez, os agentes estiveram nos bairros Jardim Europa, Cidade Industrial, San Genaro e Novo San Genaro.

De acordo com o coordenador do setor, Luciano Santana, o saldo do último mutirão realizado por sua equipe foi bastante positivo e contou com grande apoio da população. No entanto, ele ressalta o número bastante expressivo de materiais que foram recolhidos de áreas verdes, fruto do descarte irregular por moradores próximos a esses locais.

Nós precisamos da colaboração da população. Ficamos muito tristes com a quantidade de terrenos sujos, e percebemos que muitas pessoas ainda mantêm aquele comportamento de jogar lixo no lugar errado. Estamos lembrando constantemente nossos munícipes de dar a destinação correta do lixo”, destaca.

Luciano ressalta à população que tiver materiais para descartar como eletroeletrônicos, colchão, pilhas, pneus entre outros, que faça contato com a Vigilância em Saúde para que se possa dar a destinação correta a estes objetos. Deste modo, evita-se a grande destinação de lixo para o aterro sanitário, aumentando assim sua vida útil.

O mutirão contou com apoio do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da região de São Sebastião do Paraíso (Cidassp), que realizou um drive thru para o recolhimento de lâmpadas, lixo eletrônico e pneus e da Associação de Catadores (Acassp), que fez a coleta de materiais recicláveis.

São os nossos parceiros que, mais uma vez, estavam presentes nos ajudando a chegar ao nosso propósito, que é contribuir com a menor destinação possível de lixo para o nosso aterro e dar a destinação correta a esses materiais, contribuído, não apenas com a redução dos focos do mosquito da dengue, mas principalmente com o nosso meio ambiente”, completa.