Destaques Geral

Paraíso contrata empresa para transporte de passageiros

26 de fevereiro de 2021

A única empresa que apresentou proposta foi a Talma Transportes, de Belo Horizonte. / Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, por meio da Secretaria de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil, finalizou nesta quinta-feira, 25, o processo de contratação emergencial do transporte coletivo urbano.

A única empresa que apresentou proposta foi a Talma Transportes, de Belo Horizonte, e a frota composta por sete veículos chegou no início da tarde. A expectativa é que o serviço comece a operar na próxima semana, com quatro linhas e tarifa de R$3,45, segundo informações da administração.

Em reunião no Teatro Municipal Sebastião Furlan, o prefeito da cidade, Marcelo Morais, apresentou aos vereadores o proprietário da empresa, José Malta Fernandes, e lembrou toda a situação envolvendo o transporte coletivo e que, mediante união de esforços entre Prefeitura e Câmara — que aprovou projeto de lei garantindo o subsídio de R$ 210 mil para que a empresa operasse no município, a administração municipal finalmente conseguiu encerrar esta história e atender aos anseios da população.

Nós cogitamos comprar ônibus, tocar o transporte coletivo ou mesmo alugar os carros, até que o secretário de Planejamento e Gestão, José Henrique Caldas, conseguiu contato com uma empresa que manifestou interesse. Fizemos o chamamento e das cinco empresas que tivemos contato inicialmente, apenas três manifestaram interesse no processo e a única que apresentou proposta foi a empresa Talma Transportes”, destacou.

O prefeito ressaltou ainda a necessidade dos vereadores de ajudar a administração na divulgação do início desse transporte, sendo essencial que a população não deixe de usar o serviço para não inviabilizar o funcionamento da empresa. O vice-prefeito, Daniel Tales, também recordou os obstáculos vividos pela administração e que, graças ao trabalho conjunto que foi realizado, a prefeitura conseguiu o retorno do transporte para a população.

O secretário de Segurança Pública, João Paulo Bueno, ressaltou que o transporte funcionará em caráter emergencial, com redução de linhas, o que, segundo ele, será provisório.

Com a licitação, o serviço será prestado de forma completa e bem planejado. Em breve, teremos audiência pública para apresentar o projeto do itinerário desenvolvido pela empresa Locale, mas ressaltamos que o contrato que foi feito para o retorno do transporte é emergencial. Assim que a empresa finalizar o processo de contratação dos funcionários, daremos início ao funcionamento efetivo das linhas”, destacou.

Segundo a prefeitura, o proprietário da empresa, José Malta Fernandes, que atua no mercado de transporte há 32 anos, citou que, diante da credibilidade que sentiu nos diálogos com o prefeito e secretários, decidiu assumir esse compromisso com o município.

Segundo ele, os funcionários da antiga empresa terão prioridade na contratação, desde que estejam devidamente capacitados e passarem no processo seletivo. Assim que for finalizada a contratação, o transporte volta a funcionar. A expectativa é que tudo isto já esteja concluído na primeira semana de março.