Cidadania Destaques

Paraíso abre cadastro para voluntários em programa de castração de animais

29 de abril de 2021

Prefeitura de Paraíso inicia mutirão de castração de cães e gatos. / Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – A Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso deu início, nesta semana, ao cadastramento de voluntários para atuar no mutirão de castração de cães e gatos que será realizado durante o mês de maio no município. A ação, que deve contemplar cerca de quatro mil animais, será promovida pela ONG Aliança Juizforana pela Defesa dos Animais (Ajuda) e, até o momento, já foram realizados 1.226 cadastros, somando um total de 1.916 animais entre cães e gatos.

Segundo a administração, o lançamento do maior programa de castração realizado no Brasil foi feito em meados de abril e contou com a participação de representantes de ONGs de defesa animal e dos poderes Legislativo e Executivo. A ação, que será realizada em data ainda a ser divulgada, vai acontecer no Estádio Municipal Irmãos Capatti (Campão), ao lado da Arena Olímpica João Mambrini.

Conforme divulgado pelo prefeito Marcelo Morais e pelos representantes da ONG Ajuda, serão três castramóveis que envolverão 21 profissionais especializados, além de equipe da prefeitura e voluntários que ajudarão no processo. De acordo com a prefeitura, não haverá custo para a população. A prefeitura vai investir R$60 mil, com recursos próprios, além de R$290 mil oriundos de emenda parlamentar destinada para o programa de castração pelo deputado estadual Noraldino Júnior.

Conforme destaca o coordenador do Controle de Zoonoses, Luciano Santana, o setor está feliz com a ação que será realizada.

Estamos esperando uma equipe de 21 profissionais divididos em três castramóveis. Fora isso, necessitamos de voluntários que amem os animais e que queiram fazer parte desse sonho. As inscrições estão disponíveis no site da prefeitura. Lembrando que, mesmo antes de começar o evento, já estamos chegando na metade do nosso número esperado, que é de aproximadamente 4 mil animais, entre cães e gatos”, ressalta.

Luciano diz ainda que os cães “comunitários” também deverão ser castrados, mas destaca que é preciso que a população dê apoio, adotando esses animais por alguns dias, já que será necessário dar uma atenção a eles no período pós-operatório.

Essa ação é de grande importância para o controle populacional desses animais e, infelizmente, encontramos muitos deles abandonados no nosso município”, finaliza.