Destaques Política

Pacheco se reúne com governadores e pede participação dos gestores

27 de março de 2021

Recurso apresentado por Rodrigo Pacheco é aprovado e barra reajuste de 10,56% em conta de energia elétrica dos municípios mineiros. / Foto: Divulgação

BRASÍLIA – O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), recebeu as demandas dos governadores do país, em reunião remota realizada na manhã desta sexta-feira, 26. Como representante dos chefes dos executivos estaduais no Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da covid-19, o senador mineiro destacou a importância de os gestores estaduais e as instâncias federais participarem ativamente nas tomadas de decisões de enfrentamento à doença.

Segundo ele, a uniformização de condutas para solucionar de forma eficaz a crise sanitária é o que vai ajudar a salvar vidas e, posteriormente, recuperar a economia do país.

São reivindicações muito justas, básicas, mas é preciso sentar, conversar e ter interlocução necessária para isso. Estamos muito otimistas pois identifiquei por parte dos governadores uma enorme boa vontade, um grande espírito público. Todos estão muito sensibilizados por esse momento que estamos vivendo, buscando alternativas, realmente tentativas muito sinceras nesse enfrentamento”, ressaltou Pacheco.

Pacheco explicou que, durante as três horas de reunião, os governadores ressaltaram a importância da coordenação nacional do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para uma coordenação técnica embasada na ciência. Outras demandas elencadas como urgentes pelos gestores dos 26 Estados e do Distrito Federal foram a ampliação da escala de vacinação, o combate ao déficit de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e a solução para falta de insumos de sedação e oxigênio. A reunião do comitê com todos os participantes está marcada para a próxima segunda-feira, 29.

Ainda segundo o presidente do Senado, os chefes dos estados levantaram questões econômicas como a ajuda a segmentos atingidos pela pandemia e ainda a indicação da fonte de financiamento para criação de novos leitos hospitalares. Nesse sentido, o senador mineiro afirmou que deve ser votado em breve, no Senado, o projeto que concede incentivos fiscais para empresas que custearem a contratação de leitos na rede privada de saúde para uso do Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta (PL 1.010/2021) foi aprovada na Câmara na última quarta-feira, 24.

Há uma pauta econômica dos governadores que, em diversos pontos, converge com o Congresso Nacional. Precisamos participar com o governo federal e com o Ministério da Economia para que tenhamos a uniformização disso e identificarmos qual o tamanho do orçamento possível para fazer o atendimento a esses diversos segmentos, aos Estados e aos municípios. A vacinação em larga escala vai fazer com que salvemos vidas no Brasil e salvemos a economia brasileira, que precisa voltar à regularidade. Mas isso desde que se tenha segurança sanitária, que virá somente com a vacina”, salientou.


Presidente da República

Rodrigo Pacheco recebeu na Residência Oficial do Senado, após o encerramento da reunião com os governadores, a visita do presidente Jair Bolsonaro. Pacheco adiantou pontos tratados com os governadores para o chefe do Palácio do Planalto, que serão debatidos na reunião de segunda-feira. Outra questão abordada foi a importância de votar as reformas administrativa e tributária.

Por mais que o momento agora seja de absoluta concentração de energia no enfrentamento à pandemia, na sequência precisamos aprovar essas reformas”, frisou.