Destaques Folha Motors

Os melhores carros do mercado brasileiro em 2020

24 de dezembro de 2020

Fiat Strada é a campeã num ano de poucos lançamentos por causa da pandemia. / Foto: Divulgação

A picape Fiat Strada foi a grande vencedora do Prêmio Caoa Chery Mobilidade 2020. O evento deste ano, transmitido pela internet, passou a contemplar novas categorias e representa uma evolução da tradicional premiação “Os Melhores do Jornal do Carro”. Ela é realizada desde 2006 para eleger os melhores carros do Brasil.

Nesta edição, além dos prêmios concedidos aos carros e serviços, foram incluídos os segmentos de caminhões, motocicletas e bicicletas, tornando-o mais abrangente e incorporando todos os aspectos da mobilidade. Assim, além do time de especialistas do Jornal do Carro, participaram da votação profissionais do site Estradão e da equipe editorial do Portal Mobilidade, do jornal “O Estado de São Paulo”. No total, as escolhas foram definidas por cerca de 100 profissionais. O principal prêmio do ano foi para a picape Fiat Strada, um dos vários lançamentos que chegaram ao mercado em plena pandemia, e que apesar disso teve uma ótima recepção de público e crítica.

Picape mais vendida do Brasil, a Fiat Strada estreou uma nova plataforma. A versão de cabine dupla ganhou quatro portas – uma exclusividade entre as caminhonetes compactas. O modelo de cabine simples tem um espaço extra atrás dos bancos. Além disso, trouxe novas tecnologias. A Fiat Strada foi o primeiro veículo nacional a oferecer conexão sem fio para celulares Android Auto e Apple CarPlay. Não por acaso, seu volume de vendas aumentou com a chegada da nova geração. Ela chegou a ocupar o topo do ranking em setembro, posição que uma picape nunca havia conquistado no Brasil.

MELHOR HATCH COMPACTO – Volkswagen Polo – Pelo terceiro ano seguido, o Volkswagen Polo garantiu o título de melhor hatch. A premiação é ainda mais emblemática se considerarmos que seus principais rivais (Chevrolet Onix e Hyundai HB20) foram completamente renovados e o VW não traz nenhuma atualização importante. Um dos méritos é a (ainda) moderna plataforma MQB-A0. Entre os destaques estão o painel virtual configurável, que não é oferecido em nenhum dos concorrentes, e itens como quatro air bags e controles eletrônicos de estabilidade e tração em todas as versões. O hatch tem uma ampla gama de versões, que vão da 1.0 com motor aspirado à esportiva, GTS, com motor 1.4 turbo de 150 cv.

MELHOR SEDÃ COMPACTO – Chevrolet Onix Plus – O Onix Plus ganhou de novo. O vencedor do ano passado manteve o favoritismo, mesmo com a chegada de um forte oponente no segmento, caso do inédito Nissan Versa, além do Volkswagen Virtus. Em 2020, nenhum dos competidores conseguiu superar o GM, nem em vendas, nem no conjunto da obra. Ponto para a boa dirigibilidade e para o pacote de tecnologia, que inclui wi-fi a bordo e até carregador de celular por indução.

MELHOR SEDÃ MÉDIO – Toyota Corolla – Em sua 12ª geração, que chegou em 2019 e destronou o Civic do posto de campeão (que o Honda ocupava havia três anos), o Corolla evoluiu tanto que deixa todos os rivais no chinelo. E deve demorar para a concorrência chegar perto. Além do visual moderno, o Toyota se destaca por itens como o painel, os sete air bags de série e a garantia de até cinco anos. Mas o grande trunfo do modelo é a versão híbrida, exclusiva entre os carros do segmento vendidos no País. O Corolla é o primeiro híbrido do mundo com motor a combustão que pode ser abastecido com etanol. No primeiro semestre de 2021 virá a versão GR-S, com visual esportivo e motor 2.0 de 177 cv.

MELHOR SEDÃ DE LUXO – Volvo S60 – O Volvo S60, que já havia vencido entre os sedãs de luxo no ano passado, garantiu o bicampeonato. O modelo reúne qualidades como estilo atraente, bom acabamento, tecnologia, potência e bom custo-benefício. Com isso, mais uma vez ele acabou suplantando referências da categoria, como o Mercedes-Benz Classe C e – principalmente – o BMW Série 3. Um dos trunfos é o sistema híbrido, que gera 407 cv com economia. Outro destaque é a tecnologia de condução semiautônoma, caso dos dispositivos de manutenção em faixa de rodagem (com correção automática de direção) e controle de velocidade adaptativo.

MELHOR SUV COMPACTO – Volkswagen Nivus – O Volkswagen Nivus trouxe frescor à categoria dos SUVs compactos. Em vez do tradicional formato de “caixa”, típico do segmento, a Volkswagen inovou ao desenvolver localmente um modelo que mescla características de cupê. Com isso, saiu do lugar comum e tirou do Hyundai Creta o título de melhor SUV compacto, obtido em 2018 e 2019. Ele suplantou também o irmão T-Cross, ao chegar trazendo mais tecnologia (como controle de velocidade adaptativo) e custando menos.

MELHOR SUV MÉDIO – Caoa Chery Tiggo 8 – Novato no segmento, o Tiggo 8 desbancou o vencedor do ano passado, o Toyota RAV4, e deixou para trás também o Volkswagen Tiguan. Embora tenha apenas uma versão, o SUV de sete lugares da Caoa Chery oferece um pacote invejável de tecnologias e itens de comodidades a um preço atraente, além do bom espaço para pessoas e bagagens. Assim como a versão, a motorização também é única: 1.6 turbo com injeção direta a gasolina, de 187 cv. O câmbio é automatizado de sete marchas e duas embreagens.

MELHOR PICAPE – Fiat Strada – Estava virando rotina. Por oito anos seguidos, a Ford Ranger foi a vencedora da categoria. Mas a compacta Fiat Strada deu um basta nisso. Para garantir a vitória, a picape se destacou pelas melhorias apresentadas com a nova geração, que finalmente trouxe novos motor, visual, plataforma e acabamento. Além de tirar a Ranger do topo, o modelo da Fiat bateu também a Chevrolet S10.