Cidadania Destaques

ONG inicia 2ª fase de castração em Bom Jesus da Penha

Por Gabriella Alux / Especial

3 de agosto de 2020

No sábado, 3, acontecerá a vacinação na zona urbana. / Foto: Divulgação

B.J. PENHA – A Associação dos Parceiros Protetores dos Animais de Bom Jesus da Penha (APPA- BJP) iniciou a segunda fase do Programa de Castração de Cães e Gatos. A nova etapa começou a ser realizada após a entidade receber R$ 50 mil por meio de uma emenda parlamentar.

O programa possibilita a castração não apenas dos animais de rua, mas também daqueles que possuem dono, de acordo com alguns pré-requisitos. Após serem castrados, os animais que têm tutores retornam a seus lares, e os animais da ONG são encaminhados para adoção ou para lares temporários.

De acordo com Alexandre Mendes da Silva, secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente e apoiador da APPA-BJP, essa semana já foram levados dez cães para serem castrados e 50 castrações foram agendadas. “A expectativa é que nesses dois primeiros meses consigamos castrar 150 animais entre cães e gatos”, comentou. Segundo ele, em um ano, a meta é atingir 450 procedimentos.

Segundo o prefeito de Bom Jesus, Nei André Freire, a Associação realiza um trabalho admirado e reconhecido em razão dos esforços para ajudar os animais e, por conta disso, assumiu o compromisso de buscar recursos para ajudar a causa.

De imediato, aplicamos R$ 10 mil de recursos próprios do município direcionados à castração. Mas levei o pedido a Brasília e foi possível ser direcionada uma emenda parlamentar no valor de R$ 50 mil para continuar o trabalho”, contou.

Rosali Marta Terra, voluntária da Associação, explica que o programa de castração é o objetivo imediato, mas o intuito é que, futuramente, as pessoas estejam conscientizadas.

O nosso objetivo é acabar com o abandono de animais e conscientizar as pessoas sobre a responsabilidade de cuidar e zelar por eles”, afirmou.

Agendamento

O Programa de Castração de Cães e Gatos atende pessoas registradas no Cadastro Único do município, protetores independentes que fazem o resgate de animais de rua e se tornam seus responsáveis ou ONGs estabelecidas em Bom Jesus da Penha e parceiras do projeto.

É indispensável que o beneficiário do projeto more no município. Além disso, os documentos necessários para fazer o cadastro único são o comprovante de endereço atual, CPF, RG, título de eleitor, certidão de nascimento ou certidão de casamento, carteira de trabalho, último holerite (se estiver trabalhando registrado ou contratado) e, se produtor rural, é necessário a última DAP.
No entanto, devido à pandemia, o programa está fazendo atualizações e cadastros por telefone ou e-mail, sendo eles (35) 3563-1414 ou 997395138 e bolsafamilia@bomjesusdapenha.mg.gov.br.