Destaques Geral

Óleo diesel sofre reajuste de 8,9% nesta semana e preocupa os caminhoneiros

Gustavo Costa

13 de Maio de 2022

O setor de transporte pode realizar manifestação isolada

PASSOS – O preço do óleo diesel sofreu um reajuste de 8,9% na última terça-feira, 10, que preocupou os caminhoneiros devido aos reflexos desse aumento. De acordo com o presidente da Cooperativa de Transportes Rodoviários de Passos Ltda, Marcelo Daher Grilo, todos os caminhoneiros estão apreensivos com o futuro na profissão, inclusive, muitos autônomos estão com as atividades paradas e muitas empresas vão colocar a frota de seus caminhões à venda.

A Petrobras anunciou nesta semana que o valor médio por litro do combustível deve passar de R$4,51 para R$4,91. Em nota, a empresa comentou sobre o assunto.

Esse desequilíbrio resultou na elevação dos preços de diesel no mundo inteiro, com a valorização desse combustível muito acima da valorização do petróleo. A diferença entre o preço do diesel e o preço do petróleo nunca esteve tão alta”.

Uma assembleia dos tanqueiros do estado de Minas Gerais será realizada nesta sexta-feira, 13, com o objetivo de definir o posicionamento da categoria diante desse novo reajuste no óleo diesel em 8,9%. Segundo Marcelo Daher Grilo, presidente da Cooperativa de Transportes Rodoviários de Passos (CTPR), a princípio, não deve acontecer nenhuma paralisação total na região, mas pode haver a possibilidade da ocorrência de manifestação isolada.

Grilo comenta ainda sobre as pautas que serão apresentadas na assembleia da cooperativa e sobre o futuro neste cenário incerto para o setor de transportes.

Na reunião serão definidas pautas sobre o aumento do frete e baixa do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre o diesel no estado de Minas Gerais. Se a economia voltar a crescer, o Brasil terá dificuldade na sua logística. O transporte rodoviário está sendo sucateado, sendo que, outros meios não nos atenderá toda a demanda. Teríamos que repensar, não só governo, mas também da sociedade em geral, para mudar esta realidade”, alertou o presidente.