Destaques Esporte

Obras de complexo esportivo de Passos têm 30% de conclusão

Por Ézio Santos / Especial

13 de junho de 2020

O SECRETÁRIO REVELOU QUE A EMPREITEIRA VAI PRIORIZAR A CONSTRUÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO/ Foto: Divulgação

PASSOS – A Prefeitura de Passos, através da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude Lazer luta contra o tempo para entregar à comunidade três obras do setor de Esportes antes de terminar 2020. A construção da Estação Cidadania – Esporte, projeto do Ministério do Esporte, em andamento, tem prazo para concluir em 31 de dezembro, enquanto que as reformas do ginásio poliesportivo Municipal da Barrinha e do estádio Municipal Geraldo Starling Soares ainda não tiveram início.

A Estação Cidadania, antes denominada de Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), fica localizada na Cohab II, região do bairro Nossa Senhora da Penha, e está com aproximadamente 30% dos trabalhos concluídos, segundo o secretário municipal de Esporte, Flávio Costa Sarno, o Mamão.

A primeira empreiteira contratada pela prefeitura, ainda na administração anterior, abandonou a obra porque notou falhas no projeto executivo global. A substituta, Eteltec Engenharia e Construção também observou que tinha de promover adições no delineamento. Com isso, a prefeitura teve que arcar com recursos próprios através dos chamados aditivos, ou seja, pagar pelo acréscimo de área no projeto, mas ainda não fiz o levantamento desses valores extras que foram gastos. O importante é que a obra continua em andamento e o engenheiro responsável me garantiu que, no prazo para conclusão, 31 de dezembro deste ano, todos os trabalhos estarão finalizados”, afirmou.

Elder Maia dos Reis, proprietário da Eteltec comentou que, ao assumir o empreendimento, a verba disponível na Caixa Econômica Federal era de pouco mais de R$3,4 milhões do orçamento inicial, mas com a alteração no projeto executivo global, a prefeitura teve que dispender dinheiro extra com os aditivos. Segundo o empreiteiro, hoje, cerca de seis operários estão trabalhando no local, mas, futuramente virão outras empresas para executarem serviços especializados, como, por exemplo, o emborrachamento da pista de atletismo.

Se tudo transcorrer dentro da normalidade, até o final de dezembro a Estação Cidadania estará pronta. Por hora, estamos enfrentando alguns problemas na entrega dos materiais fabricados pelas siderúrgicas no estado de São Paulo. O motivo é a pandemia do coronavírus, mas vamos torcer para que as usinas voltem à produção gradativamente e tudo seja normalizado de novo”, espera o empreiteiro.

O secretário municipal de Esporte revelou que o projeto de reforma do poliesportivo da Barrinha não foi entregue dentro do prazo pela Secretaria Municipal de Obras, Habitação e Serviços Urbanos ao Ministério da Cidadania e o recurso no valor de R$200 mil foi suspenso temporariamente.

O setor jurídico da prefeitura teve que elaborar um mandado de segurança para reaver a verba, que antes estava na conta da prefeitura. Espero que o município tenha sucesso nesse processo para que possamos iniciar os trabalhos”, comentou.

A obra, também de reforma, mas do estádio Municipal Starling Soares é outra que está atrasada. O motivo é a atualização do projeto de Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros de Passos, relacionado ao Regulamento de Segurança Contra Incêndio e Pânico.

Estamos finalizando o processo para darmos início ao refazimento, executá-lo e receber o laudo dos bombeiros. Acredito que em julho ou agosto lançaremos a licitação para saber qual empresa vai tocar a obra, orçada em R$318 mil”, frisou Mamão, ao contar que o gramado do Starling passou a ter as medidas oficiais exigidas pela Fifa e CBF: 105m x 68m.

A vereadora Aline Macedo (PR) que tem se mostrado preocupada com o atraso na execução das obras e solicitando providências dos responsáveis, informou ontem que no final de maio se reuniu com Elder, Mamão e outras pessoas envolvidas no assunto. Nesta segunda-feira, dia 15, o encontro vai ocorrer no local do empreendimento, na Cohab II.