Destaques Geral

Obra paralisada gera revolta e vereadora critica secretário

Por Ézio Santos / Especial

20 de Maio de 2020

Para a parlamentar, é imperdoável o município correr o risco de perder uma obra que vai ficar na história da cidade. / Foto: Divulgação

PASSOS – Na reunião da Câmara da última segunda-feira, dia 18, a vereadora Aline Gomes Macedo (PL) cobrou do secretário municipal de Esporte, Juventude e Lazer, Flávio Costa Sarno, o Mamão, explicação pública relacionada à construção da Estação Cidadania – Esporte, anteriormente denominado de Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), uma das mais importantes obras cujos recursos estão nos cofres do município há anos. Os trabalhos tiveram início na gestão anterior e há data determinada para concluí-la.

Para a parlamentar, é imperdoável o município correr o risco de perder uma obra que vai ficar na história da cidade.

Desde o início desta administração que venho cobrando do secretário Mamão e prefeito Renatinho Ourives a conclusão da obra. É publicamente, pessoalmente, através da imprensa e de ofícios. É um empreendimento que mais difícil de conseguir, os recursos, estão garantidos, porém falta empenho, vontade e competência do Poder Executivo”, afirmou.

A principal demanda, que é a Estação Cidadania – Esporte, do Ministério do Esporte, liberou R$4 milhões ainda no governo municipal de Ataíde Vilela, disse Aline.

Veja bem se não é falta de gestão. Projeto pronto, dinheiro em caixa, obra paralisada desde meados de 2019 e a cidade corre seríssimo risco de perder uma belíssima e enorme área para a prática esportiva voltada para crianças e jovens. Não é um absurdo isso gente? Não sei os motivos, mas a empreiteira que iniciou os trabalhos abandonou o local. O Renatinho licitou outra para ir até o final, mas os serviços estão paralisados há vários meses. O prazo para concluí-la é 31 de dezembro. Do contrário os R$4 milhões voltarão para o Ministério do Esporte”, explicou.

Mais obras

Na reunião de segunda-feira, a vereadora revelou também que a reforma do ginásio poliesportivo Municipal da Barrinha, orçada em R$300 mil, extrapolou o prazo para apresentar o projeto e o dinheiro foi perdido.

Já o estádio Municipal Geraldo Starling Soares está na mesma situação. A secretaria tem até junho para entregar a documentação necessária para que a obra seja iniciada, mas percebo que não vai ter tempo para isso. Só espero que o prefeito corra atrás do tempo perdido, regularize tudo que é de sua competência não deixe que o município perca verbas tão importantes”, ressaltou.

Conclusão deve ser até dezembro, diz Flávio Sarno

PASSOS – O secretário Flávio Sarno, o Mamão, não quis comentar sobre as críticas da vereadora Aline Macedo e disse estar tranquilo quanto à conclusão das três obras.

Estou ciente do atraso em relação ao projeto de engenharia civil do ginásio da Barrinha que é de responsabilidade de outra secretaria, mas os R$200 mil, e não R$300 como dizem por aí, o Departamento Municipal Jurídico já está preparando um mandado de segurança junto à Caixa Econômica Federal para reaver os recursos e iniciar o mais breve possível a obra”, afirmou.

A situação do Starling Soares, segundo Mamão, falta apenas a aprovação do Corpo de Bombeiros e o prazo para início da reforma que ainda pode ser prorrogado por um bom tempo.

Quanto a Estação Cidadania – Esporte posso revelar que houve divergências entre as empresas executoras da edificação, uma delas é a atual, Eteltec Engenharia e Construção de Passos. Hoje teremos uma reunião para tratar deste assunto e confirmar a finalização dos trabalhos em 31 de dezembro de 2020. Posso afirmar que há alguns operários no local”, explicou o secretário.

A Estação Cidadania – Esporte se localiza na área da Cohab II, região do bairro Nossa Senhora da Penha, entre as ruas Juiz de Fora, Janaúba, Vespasiano e Virgínia.