Destaques Geral

Obra do Hospital de Campanha Covid-19 é concluída em Passos

Adriana Dias / Redação

11 de Maio de 2020

Foto: Reprodução

PASSOS – O engenheiro civil, Ubiratan Bernardes Costa, da Construtora Engetop, entregou na tarde da sexta-feira, 8, as chaves do Hospital de Campanha Covid-19 – Passos/MG ao vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG) – Subseção Passos, Renato Borges Reis. A reforma no Hospital Otto Krakauer, que estava desativado, teve início no dia 31 de março e, inicialmente, estava prevista para ser entregue no dia 25 de abril, portanto apenas 14 dias após a data prevista. O espaço foi projetado para a necessidade de atendimentos de pacientes com coronavírus e as chaves devem ser entregues nesta semana ao prefeito Carlos Renato Lima Reis, o Renatinho Ourives.

Foto: Divulgação

De acordo com Ubiratan Bernardes Costa, a obra consistiu em intervenções na alvenaria e pintura, além de ter sido revisada toda a parte elétrica e hidrossanitária, e contou com recursos destinados pela Justiça e Ministério Público do Trabalho, com a mão de obra de recuperandos da Associação de Proteção e Apoio aos Condenados (Apac), autorizado pela Justiça Estadual e Ministério Público Estadual. A coordenação e execução da obra foram disponibilizadas gratuitamente pela Construtora Engetop e a equipe de profissionais consiste em quatro engenheiros.

“Foram disponibilizados R$110 mil pela Justiça do Trabalho para a obra, sendo que nós utilizamos R$95 mil e estamos devolvendo R$15 mil. A obra foi executada em 1.236 metros quadrados dentro do antigo Hospital Otto Krakauer, no bairro Penha. O que equivale a dizer que poderão ser utilizados até 70 leitos, com todas as instalações que eu um hospital moderno deve ter, inclusive duas áreas específicas, uma do lado masculino e outra do lado feminino, para descanso e pernoite de funcionários da saúde. Além da frente, onde foi feita adaptação e cobertura para acessibilidade. Nos fundos do hospital houve um trabalho em cerca de 150 metros quadrados”, informou o engenheiro.

Renato Borges Reis informou na manhã deste sábado, 9, que durante a semana deverá fazer a entrega das chaves ao prefeito e que, a partir de então, cabe à administração municipal realizar as vistorias e também buscar a implementação do Hospital de Campanha.Conforme explicou a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Passos, assim que o Comitê Gestor de Enfrentamento ao Covid-19 e também a Vigilância Sanitária fizerem a vistoria a inauguração será anunciada.

A iniciativa da administração de Passos de fazer o Hospital de Campanha foi com base em análise de estudos e comparações feitos em outros países que já estavam a passar pela pandemia e ficou concluído que uma das prioridades de Passos seria um hospital de campanha, em apoio às Instituições de Saúde já existentes, devido à possibilidade de colapso na rede de saúde por um possível número elevado de pessoas infectadas pela covid-19, sendo que após levantamento feito pela Secretária de Saúde, chegou-se à conclusão de que o local que atenderia a possível demanda e urgência na reforma seria o Hospital Otto Krakauer.

Entidades

Os órgãos envolvidos na reforma são a Justiça do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho, a Loja Maçônica Deus Universo e Virtude que ofereceu as estruturas do Hospital Otto Krakauer, a Ordem dos Advogados do Brasil, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a Prefeitura de Passos e a Apac.

Materiais médicos necessários para o início imediato dos trabalhos estão sendo adquiridos com recursos destinados pela Justiça Estadual. A cooperativa de serviços médicos Unimed realizou o levantamento dos equipamentos e materiais necessários para o hospital de campanha, e a Superintendência Regional de Saúde, tendo conhecimento dos esforços locais, contemplou a unidade de Passos no Plano de Contingência Operativo Covid-19 da Macrorregião Sul.

No hospital não haverá atendimento ao público, sendo, como dito, um hospital de apoio, onde ocorrerá, a princípio, acompanhamento médico às questões de baixa e média complexidade, devendo a população ficar ciente de que a porta de entrada para atendimento junto aos órgãos de saúde será sempre a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a qual fará o devido
encaminhamento.