Destaques Geral

Novo decreto em Piumhi fecha academias e abre igrejas e templos

Por Laura Oliveira Hostalácio - Folha com Onda Oeste FM

19 de Maio de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PIUMHI – Nesta segunda-feira, 18, o prefeito de Piumhi Adeberto de Melo, o Deco, assinou um novo decreto municipal que determina a obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos comerciais. Na nova determinação, os serviços das academias que tinham sido liberados com restrições no decreto passado, do dia 22 de Abril, voltam a ser suspenso. Já as igrejas e templos poderão abrir, com restrições no número de pessoas e adoção de medidas de higiene. Além disso, o prefeito também incluiu no decreto uma extensão no horário de funcionamento do comércio em geral, que poderá abrir até as 18h.

De acordo com o prefeito, as novas medidas foram criadas para atender uma recomendação do Ministério Público de Minas Gerais. Nessa sexta-feira, 15, foi feita uma reunião na Associação dos Municípios da Microrregião Do Médio Rio Grande (Ameg) em Passos, com representantes de mais outros 15 municípios. O objetivo era se posicionar a respeito de dois planos de combate à pandemia, sendo eles o plano ‘Minas Consciente – retornando a economia do jeito certo’ e a deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19 nº 17, de 22 de março de 2020. O Prefeito Deco aderiu à deliberação nº17 como a maioria das cidades de abrangência da Ameg. De acordo com ele, tal plano “irá causar menor impacto na economia da cidade, mantendo as medidas necessárias aos cuidados de combate à pandemia”.

Mudanças

Como tais, Deco determinou novamente o fechamento das academias por conformidade às medidas emergenciais contidas no plano escolhido pelo Prefeito. Além disso, ele flexibilizou ainda mais o horário de funcionamento do comércio em geral, sendo este agora, das 6h às 18h. As mesmas medidas de higiene e prevenção dos decretos anteriores foram mantidas, e agora é obrigatório o uso de máscaras nos estabelecimentos comerciais de Piumhi por parte do público em geral. Caso a fiscalização encontre algum estabelecimento em que funcionários e clientes não estejam cumprindo a determinação, o dono do local está sujeito à multa.

Outra mudança no decreto é quanto ao valor cobrado nas multas. Conforme a deliberação, houve um reajuste da multa do decreto, que passa a valer de 3 a 10 salários-mínimos em caso de reincidência. “Mais um motivo para pedirmos a colaboração de todos os comerciantes em atender às recomendações que estão previstas no decreto. Infelizmente, entendemos as dificuldades que nossos comerciantes têm sofrido nos últimos dias e nos solidarizamos a eles”, afirmou o prefeito.

A novidade do decreto é, principalmente, a abertura de templos e igrejas para a realização de missas e cultos. Para tal, o documento prevê a disponibilização de álcool gel na entrada do ambiente, uso obrigatório de máscaras para todos os presentes, distanciamento de 2 metros entre os fiéis e reuniões de no máximo uma hora. O público não pode ultrapassar 30 pessoas, independente do tamanho do local. Em espaços menores, deve haver até 50% da capacidade de pessoas.

Na região, os casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus chegaram, ontem, a 29, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, sendo dois em Piumhi. Em Passos, de acordo com informações da Prefeitura, já são 11 os casos positivos, sendo quatro pacientes do sexo feminino e sete do sexo masculino.

LEIA TAMBÉM: “Uso de máscaras no Carmo será obrigatório.”