Destaques Eleições 2020

Negros são 15,64% dos candidatos a vereador registrados em Passos

3 de outubro de 2020

PASSOS — Findado o processo de registro dos candidatos nas eleições municipais de 2020, dados do Tribunal Superior Eleitoral apontam que os negros representam 15,64% do total de 179 postulantes a função de vereador em Passos. Neste caso, o resultado é maior que em comparação as últimas eleições, de 2016, quando o número de autodeclarados pretos era de 12,5% entre os 112 candidatos.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Em Minas Gerais, menos da metade de brancos
  • Financiamento

Neste ano, os que se declaram brancos continuam como maioria entre os postulantes a representes do poder legislativo, no entanto, o percentual está menor que em relação ao período de votação municipal anterior. Deste modo, em 2020, pessoas declaradas brancas correspondem a 50,27% das candidaturas, enquanto que, para a eleição municipal de 2016, o total foi de 71,42%.

Pardos, que representavam 16,07% dos candidatos a vereador nas últimas eleições municipais, atualmente condizem com 24,02%, ou 43 candidatos entre os 179 aptos a serem votados. Com este resultado, a tonalidade é a segunda mais auto declarada entre os postulantes. Também para 2020, se declararam amarelos um total de 2,23% dos candidatos e 0,5% disseram ter origem indígena, os outros 7,26% não informaram suas cores.

Quanto aos postulantes ao chefe do poder executivo, ainda em território passense, neste ano, 71,42% se autodeclaram brancos, um, o qual corresponde a 14,28%, disse ser pardo, e um não identificou a sua cor. Declarados pretos, amarelos ou indígenas não são candidatos, assim como em 2016, quando todos os pretendentes ao cargo foram brancos.

Em Minas Gerais, menos da metade de brancos

BELO HORIZONTE – Em âmbito estadual, desta vez, ao considerar candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, 49,08% (321) se autodeclararam brancos, 40,98% (268) disseram ser pardos, 9,33% (61) responderam ser pretos.
Ainda conforme os números do TSE, pode-se considerar que as eleições de 2020 têm a maior proporção e o maior número de candidatos negros já registados pela justiça eleitoral desde 2014, ano em que o órgão começou a recolher dados referentes à cor.

Cerca de 215 mil candidatos são pardos termo usado no Brasil para identificar o tom de pele fruto de uma miscigenação) e aproximadamente 57 mil são pretos. Juntos, pretos e pardos podem ser considerados “negros” pela classificação utilizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Assim, as eleições de 2020 têm cerca de 272 mil candidatos negros, o que representa 49,9% de todos os concorrentes ao sufrágio municipal.
Em relação aos candidatos que se autodeclaram brancos, o número é de 260,6 mil, totalizando 47,8% dos concorrentes. Assim, pela primeira vez, os brancos não são maioria em eleições.

Financiamento

O incentivo e financiamento a candidaturas de negros tem ocupado o debate sobre as regras eleitorais nas últimas semanas. A valência de um critério aprovado pelo TSE sobre a distribuição dos recursos do fundo eleitoral e tempo de propaganda na televisão e rádio que determina a divisão proporcional ao número de candidatos negros e brancos, independente do cargo, já na eleição deste ano, está nas mãos do Supremo Tribunal Federal, e deve ter um veredicto até o fim desta semana, como você leu no relatório semanal Fique de Olho.