Destaques Do Leitor

Nada será como antes

12 de junho de 2020

O normal será diferente daqui para frente. Com certeza aprendemos muito e ainda estamos no início do aprendizado. Muita coisa nova virá. Aceitação, tolerância, solidariedade… Esta, então, nasceu com as circunstâncias. E as mudanças serão necessárias na escolha de uma prioridade única, porque, quem tem muitas prioridades, acaba ficando sem nenhuma! Temos de ter uma tendência neste momento. Podemos sonhar que o futuro próximo virá melhor, com mais entendimentos e compreensão. Bastam tantas mortes, tantos medos, tantos horrores, tantas manias, tantos desacertos… “Hoje acho que deveríamos combinar de brigar em Dezembro” (Do publicitário Nizan Guanaes).

Seja mais simples, com mudanças comportamentais. Reinvente o novo. Reviva com as circunstâncias atuais com o que temos. Grandes oportunidades surgirão com estas circunstâncias. Muitas mudanças, agora provisoriamente para alguns, talvez se tornem definitivas para a expressiva maioria. Como exemplo, o trabalho Home Office, trabalhando em casa, perto da família, dando certo. Sobra-se estoque de tempo. Não sair para trabalhar em escritórios, sem deslocamentos, sem arrumação, sem trânsito, sem gasta

Nas palavras de Ana Jácomo: Depois de tantas buscas em encontros e desencontros, acho que a minha mais sincera intenção é me sentir confortável, o máximo que eu puder, estando na minha própria pele. Cada um do seu jeito.

Fernando de Miranda Jorge – Jacuí/MG

Liberdade conquistada

Vivemos no Brasil um momento histórico de liberdade. Essa liberdade não nos foi dada. Foi conquistada. Muitos sofreram perseguição para que desfrutemos hoje deste direito. Mas a luta não terminou.

Ainda temos de alcançar a essência da Democracia, atentos à convocação de Plínio de Arruda Sampaio: “Na democracia das elites, as massas podem ser objeto da política. Não podem ser sujeito dela.

João Baptista Herkenhoff – Vitória/ES