Destaques Do Leitor

Mulher Maravilha

30 de dezembro de 2020

Mulher Maravilha 1984, novo filme da super-heroína da DC, foi lançada e se tornou a maior bilheteria nos cinemas desde o fechamento desses durante a pandemia. O filme traz, novamente, a guerreira Diana combatendo inimigos e mostrando toda sua força e seus poderes em cenas de ação bem ensaiadas e dirigidas, com a atriz Gal Gadot mais uma vez entregando uma atuação incrível no papel e se consagrando, ainda mais, no universo de super-heróis. Personagens como a Mulher Maravilha são de grande importância para a cultura pop por mostrarem a força das mulheres, com uma representatividade feminina que atinge mulheres e meninas ao redor do mundo todo.”

Eduardo Martins – Belo Horizonte /MG


Barreira para o ficha suja

Respeitando a Constituição, e sem tréguas para corruptos, o ministro do STF, também presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, suspende decisão esdrúxula do ministro serviçal de Jair Bolsonaro, Nunes Marques. Que afrontando a Nação, mudou trecho da Lei do Ficha Limpa, só para favorecer candidatos condenados que venceram no pleito municipal deste ano, e estavam inelegíveis por oito anos. Barroso salientou que a decisão de Marques “não produz efeitos imediatos e automáticos”. E, ao enviar o caso para decisão do plenário do STF (hoje em recesso) quebra o entusiasmo de muitos fichas sujas que foram eleitos, como o prefeito de Pinhalzinho (SP) que pediu o direito de diplomação para assumir o cargo em 2021. Vexame esse de Nunes Marques, que vai também na conta de Bolsonaro… Presidente esse, que também blefou na sua campanha em 2018, que combateria a corrupção…

Paulo Panossian – São Carlos/SP


Baleia Rossi

Rodrigo Maia escolheu seu sucessor. Obviamente, foi uma escolha patrocinada por grupos fisiológicos. Isso é normal, e não poderia ser diferente. Esperamos tão somente que Baleia não tenha o apetite por dinheiro público proporcional à fama do referido cetáceo.

Paulo H. Coimbra de Oliveira – Rio de Janeiro/RJ