Destaques Do Leitor

Muito se pedirá àquele que muito recebeu

3 de outubro de 2020

Cada vez mais essa citação bíblica se faz presente em nossas  vidas e, se não faz, deveria fazer para o nosso próprio bem. Estamos nesse mundo desfrutando de uma das mais belas  oportunidades oferecidas pelo Criador, a benção da  reencarnação. Como se não bastasse a oportunidade por si só, ainda contamos com um cenário de belezas naturais que facilitam e tornam  nossa caminhada possível e, sobretudo mais branda de tantos recursos a nossa disposição.
Essas belezas, além de nos oferecer um conforto sem igual, nos dão a certeza de que acima de nós existe um ser superior capaz de criar um ambiente para que possamos desenvolver habilidades de acordo com as nossas necessidades evolutivas e de crescimento.

Nos deu o livre arbítrio como ferramenta que nos possibilita decidir o rumo das nossas vidas, e com isso ser os autores da nossa própria história.  Só Ele sabe que, entre erros e acertos, mais  cedo ou mais tarde, iremos todos chegar à condição angélica que  é o destino de todas as almas, e pelo caminho da conquista pessoal e individual, sem privilégios. Sendo as oportunidades grandiosas, devemos estar atentos para qual papel assumir, levando-se em conta a proposta de Jesus, que é de amor e caridade. Não podemos nos esquecer que o mestre em uma das suas falas deixou  muito claro que veio para servir e não para ser servido.  E nós, a que viemos?
Muito se pedirá àquele que muito recebeu, no entanto, muito se dará àquele que souber aproveitar aquilo que recebeu. Valorizemos então aquilo que temos, porque é tudo que precisamos, nem mais e nem menos.,

Carlos Valente – Passos/MG

A fonte de recursos

O governo brasileiro continua a quebrar a cabeça para obter os recursos suficientes para o Renda Cidadã. O vice-presidente, o general Mourão, alegou que não tem de onde. Ele sabe de onde, só que é muito difícil: acabar com as mordomias dos políticos.

João Ernesto Varallo – São Paulo/SP