Destaques Esporte

Mudanças feitas por Ceni não atingem expectativas do Flamengo no Brasileiro

6 de julho de 2021

Foto: Divulgação

RIO DE JANEIRO – O técnico Rogério Ceni foi muito cobrado pelas opções que fez na derrota do Flamengo para o Fluminense no último domingo, 4. O treinador não gostou muito das cobranças e explicou o que buscou com as entradas de Thiago Maia, Max e Rodrigo Muniz no segundo tempo.

Na coletiva, ele fez questão de ressaltar o controle do Rubro-Negro no duelo e sua busca por alterações para conseguir vencer. Também destacou que as trocas feitas pelo rival não acarretaram em mudanças táticas. “O Fluminense fez as trocas, posição por posição”, disse.
No entanto, as mudanças feitas por Roger Machado surtiram muito mais efeito que as de Ceni. Kayky, Luiz Henrique e André, o autor do gol, estiveram envolvidos na jogada que culminou no triunfo tricolor na Neo Química Arena, pela nona rodada do Brasileirão.

João Gomes deixou a equipe aos 25 minutos do segundo tempo. O atleta vinha sendo o principal responsável pela marcação no meio-campo e pouco dava espaços ao rival. Após sua saída, no entanto, o experiente Nenê, que havia entrado cinco minutos antes, passou a ter muito espaço. Criativo e decisivo, o jogador conseguiu distribuir as jogadas e fazer valer a velocidade das jovens peças que vieram do banco tricolor.