Destaques Esporte

Mudanças afetam Brasileirão 2020

15 de agosto de 2020

O Cruzeiro é cotado com o segundo time com chances de subir para a série a do campeonato brasileiro. / Foto: Divulgação (Site EBC)

RIO DE JANEIRO – Por conta da pandemia do novo coronavírus, que paralisou as atividades do futebol por mais de três meses, o Campeonato Brasileiro de 2020 acontecerá até o dia 24 de fevereiro de 2021. É a primeira vez na era dos pontos corridos que a principal competição nacional ultrapassa as festas de fim de ano e invade a folia de Carnaval.

Desde a Taça Brasil de 1959, primeiro torneio nacional do futebol brasileiro, em seis oportunidades o campeonato começou em um ano e terminou em outro. Curiosamente, em nenhuma delas levava o nome ‘Campeonato Brasileiro’. Em 1973, 1977, 1986, 1987, 1988 e 2000, a disputa foi até o ano posterior.

A mudança do calendário traz uma série de alterações que deixam as equipes participantes do Brasileirão em alerta. Em meio à pandemia, há preocupações que ultrapassam a questão esportiva e, além do mais, alguns jogos foram marcados para dezembro e janeiro, período habitual de férias. Outro fator que pode ser preponderante na disputa do Brasileirão deste ano é uma janela de transferências do futebol europeu a mais. Geralmente, os times são desfalcados no início do campeonato, em agosto. Entretanto, nesta edição, as perdas poderão acontecer também na reta final, em janeiro, quando volta a abrir a fase de transferências internacionais.

A janela que fechará entre setembro e outubro (dependendo do país) é a mais forte do futebol europeu. O período de transferências de janeiro não é tão movimentado, mas contratações pontuais são feitas. É comum os times europeus olharem para o Brasil. Em janeiro de 2020, por exemplo, jogadores importantes foram negociados, como Bruno Guimarães, do Athletico-PR, Matheus Fernandes, do Palmeiras, e a dupla Pablo Marí e Reinier, do Flamengo.

É um ano atípico em qualquer área e no futebol não é diferente. Os clubes e os jogadores terão de se adaptar. Jogadores testando positivo nas primeiras rodadas do Brasileirão trazem preocupações sobre o futuro do esporte em 2020. Ainda no meio de incertezas, o futebol brasileiro segue em busca de seu novo normal.

Taça do Brasileirão 2020. / Foto: Divulgação