Destaques Esporte

Moreno fala sobre artilharia na Bolívia e quer repetir números no Cruzeiro

20 de setembro de 2021

Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – Imagine ser o artilheiro de uma competição que tem o argentino Messi, os uruguaios Cavani e Suárez, o brasileiro Neymar e tantas outras estrelas do futebol mundial? É o caso de Marcelo Moreno, do Cruzeiro, que marcou oito gols em oito jogos pela Seleção da Bolívia nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Ainda que “La Verde” esteja em penúltimo lugar, com seis pontos – sete a menos que a quinta colocada, Colômbia (13) -, o centroavante mantém as esperanças de obter a classificação ao Mundial.

“É um orgulho grande como boliviano ser artilheiro das Eliminatórias. É muito trabalho e dedicação. Sei que as Eliminatórias não terminaram, mas ser atualmente o goleador é motivo para ser feliz, porque você sabe que está deixando tudo dentro de campo. O importante será agregar ao grupo, porque sem o grupo não consigo fazer os gols. O trabalho que faço aqui no Cruzeiro eu levo à Seleção e faço um complemento. Vou viver esse momento da melhor maneira possível e continuar fazendo meu trabalho, pois tenho o sonho de ir ao Mundial e vou lutar até o fim”.

Um dos objetivos de Moreno é repetir no Cruzeiro o desempenho apresentado pela Bolívia. Desde a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, o camisa 9 cresceu de produção, pois os companheiros de meio-campo e ataque têm conseguido preparar as jogadas e deixá-lo em boas condições de finalização.

No empate por 1 a 1 com o Operário, quinta-feira, na Arena do Jacaré, Marcelo exigiu grandes defesas do goleiro Simão em três das cinco oportunidades. Ele ainda teve um gol anulado no último lance da partida após o árbitro catarinense Rodrigo Dalonso Ferreira assinalar toque no braço direito do meia Marco Antônio, responsável pela assistência aos 52 minutos do segundo tempo.

“É importante quando você tem um elenco competitivo, que agrega ao atacante. Vejo que isso tem melhorado bastante não só para mim, mas para outros atacantes. Por isso tenho um desempenho melhor nesta temporada, os companheiros estão me procurando mais e me achando mais. Espero que continue assim, que eu continue jogando em alto nível aqui e na Seleção. Isso será bom para o Cruzeiro”.