Destaques Esporte

Moreno doa US$100 mil em cestas básicas

9 de junho de 2020

Foto: Divulgação

BOLÍVIA – O boliviano Marcelo Moreno está em Belo Horizonte, se preparando junto com os companheiros do Cruzeiro para a volta do futebol, que ainda não tem data para acontecer. Apesar de estar longe de casa, o atacante não deixa de lado as suas raízes na Bolívia e, em meio à pandemia do coronavírus, mostrou solidariedade com seus compatriotas.

Moreno fez uma doação de US$100 mil (cerca de R$ 500 mil) para ajudar famílias carentes em seu país natal. Com o dinheiro, foi possível comprar 7.500 cestas básicas, que serão distribuídas nas três cidades mais populosas da Bolívia: Santa Cruz de La Sierra, La Paz e Cochabamba.

O atacante é filho de pai brasileiro e mãe boliviana. Nasceu e foi criado em um bairro pobre de Santa Cruz de La Sierra, onde passou por várias dificuldades. Lavava carro e vendia bala na rua para poder custear as despesas do futebol e também para ajudar os pais em casa. Raízes que Marcelo Moreno não deixa para trás.

“É maravilhoso estar podendo contribuir com essas famílias humildes, que realmente estão precisando. Eu nunca vou esquecer de onde eu saí, né? Eu nunca vou esquecer das minhas raízes, do meu país”.

Se no Brasil os casos de coronavírus começaram a “explodir” em março, Marcelo Moreno já está “correndo” do vírus desde o início do ano, já que atuava no futebol chinês. O jogador diz que chega a se emocionar quando fala sobre a Covid-19.

É muito triste, realmente. Eu chego a me emocionar muito quando a gente fala de coronavírus, porque eu estou desde o início do ano convivendo com isso. Não é fácil. Eu já estou há seis meses fugindo do vírus” contou.