Destaques Esporte

Mineirão congela tratativas com times

30 de abril de 2020

BELO HORIZONTE – Atlético-MG e Cruzeiro estavam muito perto de assinar contratos de parceria com o Mineirão. Entretanto, quando a finalização dos contratos estava próxima de ocorrer veio a pandemia do novo coronavírus. No momento, as negociações estão congeladas. E essa situação pode piorar ainda mais para o estádio, caso os jogos voltem com portões fechadas, o que deixaria “menos atrativo” o estádio por causa dos custos de aluguel e realização de eventos em relação a outros locais que possam receber partidas.

O diretor comercial da Minas Arena, Samuel Lloyd, admitiu que o cenário de partidas com portões fechados deixa, inicialmente, o Mineirão em uma posição menos favorável que outros estádios, como o Independência, por exemplo. Entretanto, a administração irá propor alternativas aos clubes, para que os jogos possam ser realizados no Gigante.

“Realmente é impossível a gente prever. O Mineirão está de portas abertas. É muito difícil. A decisão de jogar no Mineirão, jogar no Independência, é uma decisão do clube. O Mineirão foi feito para grandes massas, grandes torcidas, grandes públicos. Pode ser mais caro o Mineirão, do que, por exemplo, o Independência, ou até mesmo um campo que não tenha um grande estádio. Se você tem só uma transmissão pela TV, talvez você não precise de um estádio de futebol para fazer aquele jogo. Então, são coisas que têm que ser avaliada pelos clubes e federações futuramente, mas, caso isso volte a acontecer, mandaremos propostas para Cruzeiro, Atlético e América, para quem quiser jogar no nosso estádio” comentou.