Destaques Geral

Minas divulga calendário e prevê vacinar pessoas de 18 anos até outubro

16 de junho de 2021

Secretário de Saúde de Minas, Fábio Baccheretti

BELO HORIZONTE – A população de Minas acima de 18 anos deve receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 até outubro deste ano. Segundo informações do governo estadual, a expectativa é que o grupo entre 55 e 59 anos receba a primeira dose ainda neste mês de junho; entre 50 e 54 anos, em julho; de 35 a 49 anos, em agosto; de 25 a 34 anos, em setembro; e de 18 a 24 anos, em outubro. A previsão foi anunciada nesta terça-feira, 15, pelo secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, em coletiva à imprensa na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. De acordo com o governo, o calendário é baseado na previsão de distribuição de doses pelo governo federal.

Na manhã de ontem, o governador Romeu Zema (Novo) recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19. A imunização ocorreu no Centro de Saúde Dom Orione, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Zema tem 56 anos e se encaixa na faixa etária que está sendo vacinada na capital.

“A expectativa do Ministério da Saúde é de enviar 38 milhões de doses para todo o país em junho, 35 milhões para julho, 68 milhões para agosto, 62,5 milhões para setembro e 65 milhões para outubro. Diante disso e do histórico de que 10% das doses vem para a Minas, porque a população mineira equivale a cerca de 10% do país, temos essa expectativa por faixa etária da vacinação com a primeira dose em todo o estado”, explicou o secretário de Saúde.

Ele destacou que o calendário da vacinação em Minas depende do cumprimento do cronograma apresentado pelo governo federal, além da velocidade da aplicação por parte dos municípios. Portanto, as datas podem ser antecipadas ou atrasadas, conforme essas variáveis.

“A velocidade da vacinação não é a mesma em cada município do estado e os grupos não têm o mesmo tamanho proporcional. Então, alguns municípios provavelmente começarão a vacinar antes e outros depois (da data prevista). Há a expectativa que ainda em junho alguns municípios consigam vacinar pessoas abaixo de 55 anos, lembrando que estamos condicionados à distribuição pelo governo federal”, afirmou Fábio Baccheretti.