Destaques Geral

Minas atinge 2 GW de energia elétrica proveniente de fonte solar

24 de novembro de 2021

BELO HORIZONTE – Minas alcançou a marca histórica de 2 gigawatts (GW) de energia de fonte solar em operação. A soma da geração centralizada (631,16 megawatts) e distribuída (1.384,21 megawatts) corresponde à energia solar fotovoltaica de grandes usinas, parques solares e também por painéis solares em residências e condomínios.

Segundo informações do governo estadual, a meta para o fim deste ano, que era de 1,75 gigawatts, foi superada, alcançando o total que estava previsto para o fim de 2022. Do total de 853 municípios mineiros, mais de 99% têm geração distribuída de fonte solar fotovoltaica. Já a geração centralizada, que envolve grandes cargas, como aquelas em parques solares e usinas, está concentrada na região Norte do estado.

De acordo com o governo, o total histórico representa união de esforços da administração estadual, que tem apresentado políticas assertivas de desenvolvimento econômico, sendo Minas Gerais o primeiro estado do Brasil a atingir essa capacidade de operação de um tipo de energia limpa, barata e renovável. A marca de 2 gigawatts simboliza mais de R$9 bilhões em investimentos e geração de cerca de 60 mil empregos no estado, de acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, afirma que Minas tem grande potencial para a geração de energia fotovoltaica não só pela incidência de luz solar em boa parte do território, mas também porque oferece benefícios fiscais e licenciamento ambiental simplificado para instalação de empreendimentos.

“A capacidade instalada de energia solar reforça o potencial mineiro de liderar a produção de energia solar no país, representando mais de 18% do total nacional. A geração de 2 gigawatts é uma conquista desta gestão, por meio do planejamento estratégico do Sol de Minas, projeto que tinha a meta de alcançar esse valor no fim de 2022. Batemos a meta final com 12 meses de antecedência”, destaca.

Isenção

O Governo de Minas também publicou o Decreto 48.296/2021, que concede a isenção de tributos para importação de equipamentos e componentes para a geração de energia solar e eólica. A medida garante aos projetos instalados em território mineiro acesso a fornecedores de várias partes do mundo, isentando impostos para importação de equipamentos para geração de energia solar e eólica e atraindo ainda mais usinas para o estado.

Race to Zero

Minas também é o primeiro estado da América Latina e Caribe a aderir à campanha mundial Race to Zero para zerar emissões de carbono. Com o protocolo de intenções, o Estado se compromete a convergir esforços para reduzir e neutralizar a emissão de gases e a fomentar o desenvolvimento sustentável em seu território.

O Estado atualizou o Plano de Energia e Mudanças Climáticas em até 12 meses, durante a COP 26, em Glasgow, estabelecendo medidas para zerar as emissões até 2050. Até 2030 deve ser estipulada uma meta intermediária de redução de emissões dos gases.