Destaques Política

Membros do PSDB de Passos se filiam ao Democratas

6 de abril de 2020

Foto; Divulgação

PASSOS – A noite desta sexta-feira, 3, nos momentos finais para o encerramento do prazo para filiação partidária daqueles que pretendem disputar as Eleições 2020, foi marcada por uma grande movimentação. Em Passos, pelo menos 23 antigos integrantes do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) migraram para o Democratas. Ambos os partidos já haviam feito anúncios dos seus pré-candidatos ao cargo de prefeito, porém, agora a futura decisão ficará a cargo do Diretório Municipal do Democratas sobre qual deles será lançado para concorrer nas próximas eleições municipais. Até o momento, se colocaram como postulantes à indicação majoritária o médico Gilberto Mattar, o ex-deputado Alexandre Maia, o líder cooperativista Marcelo Daher e o professor Hélvio Maia, este último oriundo do extinto PSDB.

Para o até então presidente do PSDB, Luis Carlos do Souto Junior, o ex-vereador Dentinho, a saída em massa do partido e a filiação ao DEM se deve a vários fatores. “Com nossa saída, que inclui também a do pré-candidato à prefeitura Hélvio Maia, e dos ex-vereadores e pré-candidatos ao cargo Legislativo, Reinaldo Santos de Oliveira, o Nardão, e Hilton Rosa da Silva, além de outros que devem compor a chapa de vereadores, o PSDB fica sem diretório ou executiva, e enviamos a documentação para a comissão estadual decidir os rumos do partido em Passos. Agora, nossa grande tarefa é fazer Passos voltar ao cenário de cidade polo do Sul de Minas. Assim como Divinópolis, Pouso Alegre e Poços de Caldas, que têm indústrias, geração de emprego e renda, o que nossa cidade ficou, nos últimos anos, perdida. E, com a força do DEM municipal, com as pessoas do ex-deputado federal Alexandre Maia, que é pré-candidato também ao cargo de prefeito, e do médico Gilberto Mattar, do jurista Carlos Chagas e, principalmente, em nível nacional, do senador Rodrigo Pacheco, que muito pode fazer por Passos”, disse Dentinho.

Ainda conforme informou Dentinho, esta união vem sendo costurada já há alguns meses. “São pessoas com os mesmos ideais políticos para Passos, que não pensam em empreguismo e loteamento de cargos. Agora, o DEM volta ao papel de protagonista da história da política em Passos, como foi no passado e não vai mais ficar a reboque. São as forças dos nomes que o partido tinha aliada aos novos que chegam para compor”, afirmou.

Para Hélvio Maia, esta é a articulação para a primeira aliança de peso para a eleição deste ano. “Ao nos juntarmos ao DEM, vamos compor uma chapa forte de vereadores e teremos sustentação para o lançamento de uma pré-candidatura forte ao poder Executivo. Eu me coloco à disposição como opção, pois já venho há algum tempo defendendo meu nome como pré-candidato. Mas, estou aberto ao diálogo para que tenhamos uma Passos melhor para todos”, disse Hélvio Maia.

Já o jurista Carlos Chagas, que ocupa as funções de tesoureiro estadual do DEM-MG e de assessor jurídico do gabinete do senador Rodrigo Pacheco, comemorou o crescimento do partido em Passos, com adesão de novos filiados e pré-candidatos, o que, segundo ele, tem sido o esforço dos dirigentes estaduais em toda Minas Gerais. “A Comissão Executiva Estadual tem se esforçado para que o DEM tenha candidatos a prefeito e vice-prefeito na maioria dos municípios mineiros e na nossa região não foi diferente. Temos pré-candidaturas a prefeito confirmadas em Carmo do Rio Claro, Ibiraci, Itaú de Minas, Passos, Piumhi e Muzambinho, o que ainda pode aumentar”, salientou.

Chagas disse ainda que o esforço em Passos será para eleger prefeito e vice em chapa pura do DEM e, agora, com as novas adesões, a maioria dos membros da futura Câmara Municipal. “Nosso desafio é enorme, em Passos, especificamente, mas em toda Minas Gerais, porque nosso objetivo primordial é criarmos as condições políticas necessárias para a futura candidatura e vitória do senador Rodrigo Pacheco ao Governo de Minas Gerais”, finalizou.