Destaques Esporte

Melhor campanha

23 de setembro de 2020

O Atlético-MG faz grande campanha neste início de Campeonato Brasileiro. Mesmo com um jogo a menos, o time lidera a competição. São sete vitórias e três derrotas, que representam um aproveitamento de 70%. Em comparação com as dez primeiras rodadas dos campeões anteriores, o Galo tem campanha melhor do que oito deles: São Paulo (2006, 2007 e 2008), Flamengo (2009 e 2019), Cruzeiro (2013), Corinthians (2015) e Palmeiras (2018).

O que você também vai ler neste artigo:

  • Atlético-MG
  • Cruzeiro
  • Reintegrado
  • Volta a campo
  • Pacaembu

Atlético-MG

Titular do Atlético-MG, o volante Jair ampliou o seu vínculo contratual, que agora vai até dezembro de 2023. O jogador se valorizou nos últimos meses, e foi alvo de sondagens internacionais. O time ainda definirá se fará o mesmo com o goleiro Victor e o lateral Fábio Santos, ambos com contrato só até dezembro deste ano. O meia-atacante Cazares deve ser liberado pelo Galo para acerto com o Corinthians.

Cruzeiro

O Cruzeiro espera conseguir se livrar da punição imposta pela Fifa, que o impede de registrar novas contratações, para anunciar o acordo com o meia-atacante Matheus Índio, de 24 anos. O jogador já está em Belo Horizonte, onde realizou exames médicos após cumprir os protocolos de segurança em relação ao coronavírus. O time também aguarda a resolução da pendência na Fifa para registrar o atacante Angulo, que retornou à Toca da Raposa II, emprestado novamente pelo Palmeiras.

Reintegrado

A Raposa informou que reintegrou ao seu elenco o lateral-esquerdo Giovanni, de 31 anos. O pedido partiu da comissão técnica liderada por Ney Franco. O jogador estava afastado das atividades desde o último dia 7. Antes dele, o atacante Welinton também já havia sido reintegrado. A dupla integrava lista de afastados definida pela diretoria no início do mês, quando o treinador ainda era Enderson Moreira.

Volta a campo

Os grandes clubes do Estado de São Paulo que estão na disputa pela Série A do Campeonato Brasileiro só aceitam a volta do público aos estádios quando essa possibilidade for estendida a todos os 20 participantes da competição. O Ministério da Saúde aprovou um estudo da CBF que prevê a presença de público, limitada a 30% da capacidade de cada estádio, mas deixou claro que a decisão cabe a estados e municípios e à avaliação dos clubes.

Pacaembu

O Estádio do Pacaembu ganhará uma nova função: será sede da maior arena de eSports Battle Royale do mundo. Isso porque a concessionária que administra o complexo firmou uma parceria com um grupo de entretenimento focado em games, a BBL. “O Pacaembu será também a casa de todos os esportes e também da cultura, do lazer e do entretenimento”, disse Eduardo Barella, CEO da empresa que administra o estádio.