Destaques Geral

Matriz São José foi furtada 3 vezes em 2 meses

Por Ézio Santos/ Especial

22 de julho de 2021

A IGREJA MATRIZ SÃO JOSÉ TEVE SEUS EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS FURTADOS NO ÚLTIMO FIM DE SEMANA. / Foto: Divulgação

PASSOS – Em menos de dois meses, a igreja matriz São José, em Passos, foi furtada três vezes. No último fim de semana, equipamentos eletrônicos e cabos foram levados do templo, causando um prejuízo de cerca de R$5,5 mil. Até a tarde de ontem, suspeitos pelo crime o material furtado ainda não haviam sido localizados.

Na noite de 29 de maio, o relógio medidor do consumo de energia arrancado e levado por criminosos. O equipamento estava instalado em um posto que fica na lateral direita da igreja, localizada na avenida Montese, no bairro Jardim Vila Rica. Dois dias depois, a igreja foi novamente alto da ação de criminosos, que furtaram aproximadamente 18 metros de cabos condutores que estavam ligados a um poste de iluminação pública.

O terceiro furto contra o paróquia ocorreu nas primeiras horas do último sábado, 17 de julho. O alarme da igreja disparou e um morador vizinho chegou a ir ao local, mas a ação de arrombamento já tinha sido concluída sem deixar vestígios.

De acordo com o pároco Gledson Antônio Domingos, de 39 anos, a fechadura da porta lateral, de vidro temperado, foi quebrada para que o furto fosse consumado. Uma câmera usada para a transmissão de eventos online, no valor de R$ 4,5 mil, um tablet e cerca de 30 metros de cabos de microfone foram levados.

Lamento bastante os fatos ocorridos. O equipamento mais caro era emprestado por uma paroquiana. Estou tentando junto à seguradora contratada para cobrir danos à igreja, o ressarcimento da câmera ou o dinheiro. Do contrário, vou ter que promover outra campanha solidária para cobrir os prejuízos, como ocorreu após os furtos em maio”, afirmou Gledson.

No último fim de semana, as transmissões de celebrações via internet foram possíveis graças ao empréstimo de um equipamento por parte de um paroquiano, mas ele deve usá-la em evento particular. Para o próximo fim de semana, a igreja terá que recorrer a outro empréstimo para poder transmitir as missas.

O pároco revelou que vai reforçar, com cadeado, a segurança das duas portas laterais, usadas para entrada e saída dos fiéis da igreja, porque não há possibilidade de instalar grades internas ou externas. “Ainda bem que a porta não foi quebrada, só a fechadura. Um profissional da área está estudando outras maneiras de evitar arrombamentos na igreja”, disse.