Destaques Geral

Marília Mendonça morre após avião cair em cachoeira em MG

6 de novembro de 2021

Foto: Reprodução.

PASSOS – A cantora e compositora Marília Mendonça morreu em um acidente de avião na zona rural de Piedade de Caratinga, em Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira, 5. Moradores relatam que uma peça caiu da aeronave ainda no ar, antes do avião se chocar contra uma cachoeira. A tragédia também vitimou outras quatro pessoas, o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias, o produtor Henrique Ribeiro e o piloto e co-piloto da aeronave. A artista tinha 26 anos e deixa um filho de um ano e 11 meses.

Conhecida como rainha da sofrência, Marília Mendonça era um dos principais nomes do estilo sertanejo e da música brasileira. A cantora viajava para cumprir agenda de shows no interior de Minas. Ontem, ela faria uma apresentação em Caratinga e, nos próximos dias, o roteiro previa shows em Ouro Branco, Divinópolis e Taiobeiras. Antes de embarcar, Marília publicou no Instagram um vídeo comentando sobre os shows que faria em Minas durante o fim de semana.

O acidente aconteceu a cerca de quatro quilômetros do Aeroporto de Ubuporanga, próximo a Caratinga. O voo havia saído Goiânia e durou cerca de 2h30. A aeronave, de prefixo PT-ONJ, da PEC Táxi Aéreo, de Goiânia, saiu às 13h02, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Os primeiros chamados para o Corpo de Bombeiros indicam que o avião caiu por volta de 15h30. Logo após a tragédia, a assessoria da cantora chegou a divulgar que ela havia sido retirada com vida da aeronave.

Segundo informações do Estado de Minas, moradores relataram que, antes de cair, o avião que levava a cantora teria sofrido avarias e perdido um peça. A cachoeira onde a aeronave caiu fica em um condomínio fechado e um morador, que não quis se identificar, contou ter visto uma peça da aeronave se desprender ainda no ar.

“Primeiro, soltou uma peça do avião, que caiu próximo à casa de um morador do condomínio. Em seguida, o avião começou a girar no ar em formato de parafuso. Bateu de bico na cachoeira. Ouvi um grande estrondo”, contou o morador.

Segundo ele, o barulho da queda foi “parecido com o de uma forte batida de carro”. No conjunto de residências, batizado de Condomínio da Cachoeira, vivem cerca de 30 famílias.

Marília era apontada como a principal voz do “Feminejo”, estilo da música sertaneja que tem as mulheres como protagonistas, junto com Naiara Azevedo, Maiara e Maraísa e Simone e Simária. Ela se tornou uma das cantoras mais ouvidas no país, com hits como “Infiel”, “Todo Mundo Vai Sofrer”, “Ciumenta”, “Bebi Liguei”, “Supera” e “Graveto”, entre outros.

Marília lançou, em 2015, um EP de estreia, mas ganhou destaque após o lançamento do primeiro DVD, em 2016, com o qual ganhou certificado de tripla platina por 240 mil cópias vendidas. A canção “Infiel” se tornou uma das mais tocadas no país e ganhou disco de diamante triplo. Seu segundo trabalho, “Realidade”, de 2017, foi indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Sertaneja.