Destaques Geral

Lei para inclusão de Passos no Cidaspp é sancionada

Por Talita Souza / Redação

11 de dezembro de 2020

O Cidaspp é “um consórcio público que tem como finalidade a destinação correta do resíduo sólido. / Foto: Divulgação

PASSOS – A prefeitura municipal de Passos sancionou projeto de lei n° 3.586, na última quarta-feira, 9, para a participação do município no Consórcio Intermunicipal Para o Desenvolvimento Sustentável da Região de São Sebastião do Paraíso (Cidaspp). O projeto já havia sido aprovado por unanimidade pela câmara municipal, no último dia 30, e agora espera pela aprovação do Cidaspp.


Você também pode gostar de:

16 postos de combustíveis são fiscalizados em Passos

Comissão da Aldir Blanc chama PM para manter a ordem

Segundo Thais Ferreira Julio, superintendente do Cidaspp, o Cidaspp é “um consórcio público que tem como finalidade a destinação correta do resíduo sólido e, até o momento, conta com a participação de nove municípios”. Ela explica que “haverá uma assembleia do Cidassp para apresentar a intenção de Passos se consorciar e os municípios já consorciados irão aprovar ou não a inclusão” e depois de aprovada, fica a cargo do legislativo de todos os municípios consorciados aprovar a lei autorizando a inclusão de Passos.

De acordo com Andyara Machado Mendes Miranda, engenheira de meio ambiente, gestora de resíduos e responsável técnica do aterro municipal, de Passos, o contato com o Cidaspp teve início em outubro quando o consórcio procurou o município com uma proposta para solucionar o problema do município com a questão da destinação adequada dos resíduos sólidos urbanos.

O Consórcio nos apresentou um projeto de implantação de uma usina para a transformação de resíduos sólidos em energia elétrica. A usina será instalada em Paraíso e Passos terá que transportar o lixo até lá. As únicas despesas serão o custo de manutenção mensal e o transporte do material até lá.  Para que essa implantação tenha sucesso é necessária uma produção de resíduos mínima, que agora será preenchida pelo município de Passos, que gera hoje cerca de 60 toneladas de lixo por dia. O retorno esperado é a energia elétrica, que será produzida e voltará para o município, para ser reduzida no consumo mensal da cidade”, explica.

Ainda de acordo com Andyara, participando do consórcio o município poderá aderir todos os projetos que forem implantados pelo Cidaspp, como, por exemplo, a coleta seletiva através de uma usina de reciclagem.

Além da destinação de resíduos sólidos, o consórcio prevê a coleta seletiva através de uma usina de reciclagem, que funcionará dentro da usina de transformação e a coleta de outros tipos de resíduos, como pneus e serviços, resíduos volumosos, como sofás e colchões, a coleta de lâmpadas, baterias e entre outros”.

Atualmente, o Cidaspp conta com nove municípios da região consorciados, sendo eles: Capetinga, Cássia, Fortaleza de Minas, Itamogi, Jacuí, Monte Santo de Minas, Pratápolis, São Sebastião do Paraíso e São Tomas de Aquino.