Destaques Esporte

Jogo do Palmeiras e Flamengo salva confederação de crise

29 de setembro de 2020

Partida de domingo foi apelidada “Jogo da Discórdia”. / Foto: Divulgação

RIO DE JANEIRO – A liminar que permitiu a realização de Palmeiras e Flamengo, no domingo, 27, saiu praticamente 10 minutos antes do horário marcado para o jogo começar. Mais do que permitir que a bola rolasse, a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) salvou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) daquela que seria uma das maiores crises de sua história.

Durante todo o fim de semana, vários clubes insatisfeitos com a postura da equipe carioca, que queria o adiamento da partida contra o Verdão, se articulavam para dar uma resposta ao Flamengo. Alguns foram a público, como foi o caso de Goiás, Atlético-MG, Palmeiras e Corinthians. Outros só concordaram, nos bastidores, em apoiar as ações e a pressão na CBF. Até mesmo a Globo sinalizou estar contra a postura flamenguista. A CBF sabia do tamanho da crise que enfrentaria caso a bola não rolasse. Por isso, fez questão de mostrar que estava contra o Flamengo e ao lado dos outros 19 times. Ao longo do fim de semana, representantes da entidade mantiveram contato com dirigentes dos clubes. A equipe jurídica fez esquema de plantão por quase 24 horas para conseguir derrubar os impedimentos na Justiça para que a bola rolasse.

Caso o jogo não acontecesse, uma reunião de emergência já estava pré-agendada para definir os rumos da competição, com possibilidade de paralisação. O fato de a partida ter acontecido salva a CBF de uma de suas maiores crises, mantém o Campeonato Brasileiro rolando, mas não fecha de vez a ferida no relacionamento entre Flamengo e os outros clubes. Nos próximos dias, novos capítulos de outra parte da crise ainda devem surgir. O Flamengo não desistiu de obter a liberação do público em seus jogos, mesmo que os outros 19 clubes tenham votado contra essa medida. Palmeiras e Flamengo empataram em 1 a 1 no jogo de domingo. Agora, as equipes se concentram na Libertadores. O Verdão recebe o Bolívar na quarta-feira, 30, enquanto o Flamengo enfrenta o Independiente del Valle no mesmo dia, no Maracanã.