Destaques Geral

Januário Gomes é eleito presidente do Conselho Administrativo da Fias

Por Talita Souza / Da Redação

15 de outubro de 2020

Foto: Divulgação

ITAÚ DE MINAS – Januário Gomes foi eleito, na noite da última terça-feira, 13, presidente do Conselho Administrativo da Fundação Itaú de Assistência Social (Fias). A eleição ocorreu na Escola Municipal Engenheiro Jorge Oliva durante uma assembleia que foi presidida por Zelsemir Alves de Oliveira, presidente do Conselho Curador da instituição, e aberta com uma homenagem ao ex-presidente do Conselho Administrativo Clezio Alves, que faleceu no final de setembro em decorrência da covid-19. A escolha do novo presidente foi realizada por meio de votação aos dois indicados por membros dos conselhos da Fias: Januário Gomes, secretário do Conselho Curador, e Thiago Halley Barbosa.

Após encerrar a pauta principal da assembleia, o presidente do Conselho Curador apresentou o novo administrador do Hospital Itaú, Adriano Rosa do Nascimento, ex-gerente da Santa Casa da Misericórdia de São Sebastião do Paraíso. Uma das propostas de Nascimento junto aos conselhos da Fias é que o hospital possa trabalhar em parceria com a prefeitura, por meio da centralização do pronto atendimento municipal nas instalações da unidade.

Os candidatos a prefeito de Itaú de Minas foram convidados a participar da assembleia para que assinassem uma carta compromisso. Os três postulantes ao cargo, Norival Lima, Ronilton Cintra e Wallace Alves, compareceram à reunião e falaram sobre planos futuros em ampliar a parceria. Norival Lima levantou questões sobre a proposta apresentada pela Fias e assinou a carta compromisso com ressalvas de que, se eleito, pretende ampliar a parceria com a fundação, mas que precisaria estudar o caso quanto à centralização do pronto atendimento no hospital. Os outros dois candidatos, Ronilton Cintra e Wallace Alves, também assinaram a carta compromisso e se comprometeram a ampliar a parceria com a instituição, se eleitos.


Centralização beneficia população, diz administrador

ITAÚ DE MINAS – De acordo com o novo administrador do Hospital Itaú, Adriano Rosa do Nascimento, a centralização do pronto atendimento fará com que a população ganhe tempo, principalmente nos casos de urgência. “Não terá transferência, como hoje se faz, do pronto atendimento para o hospital. O atendimento será diretamente no hospital.”, afirma. Segundo Guilherme de Almeida, vice-presidente do Conselho Curador da Fias, o Hospital Itaú é responsabilidade da comunidade e dos políticos itauenses.

De acordo com ele, levando o pronto atendimento para o hospital será possível diminuir recursos, gerando maior economia para o município. Para Almeida, garantir esse compromisso com os candidatos é necessário para que o próximo prefeito do município tenha preocupação de se responsabilizar com a instituição.

Nesse sentido, os candidatos foram até a assembleia e foi apresentada para eles uma carta de intenções do hospital. Essa carta conta com seis pontos, entre eles, levar o pronto atendimento para o hospital e o uso do laboratório de exames do hospital e do raio-X. Isso vai gerar uma grande economia para o município, por isso nada mais justo do que o hospital receber uma contrapartida em subvenção para sua manutenção.”, explica.

Os tópicos apresentados na carta compromisso são a centralização do pronto atendimento no Hospital Itaú, contratação de serviço laboratorial, contratação do serviço de raio-X, subvenção municipal para a Fias, apoio e políticas para auxiliar o hospital e permuta entre os terrenos da instituição e da prefeitura municipal.

Durante a assembleia, o candidato Norival Lima lembrou que, desde 2013, em seu antigo mandato, a prefeitura faz o uso do serviço de raio-X do Hospital Itaú com o plantão de raio-X 24 horas. Outro ponto tocado pelo ex-prefeito foi referente aos valores da economia que essa parceria pode trazer ao município e sobre como poderia funcionar essa centralização do pronto atendimento, uma vez que é proibido a terceirização da saúde pública. O atual prefeito, Ronilton Cintra, também se pronunciou dizendo que a prefeitura já faz o uso do laboratório clínico do hospital e que apenas em alguns casos que são realizadas guias de exames para outros laboratórios. Wallace Alves assinou a carta e se comprometeu em ampliar as parcerias com a instituição.