Destaques Esporte

Jadsom recebe propostas para deixar o Cruzeiro

12 de janeiro de 2021

O jogador recebeu duas propostas para sair do Cruzeiro. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – O volante Jadsom Silva, de 19 anos, não compareceu ao treino do Cruzeiro nesta segunda-feira, na Toca da Raposa II. Em contato com o Superesportes, o clube celeste confirmou a informação de que o jogador recebeu, recentemente, duas propostas para ser negociado pelo Cruzeiro.

Uma delas é do Ludogorets, da Bulgária, que estaria disposto a pagar US$700 mil (R$3,8 milhões) por parte dos direitos econômicos do jovem. Dependendo de metas a serem atingidas pelo meio-campista, o clube poderia embolsar um bônus que faria a venda render cerca de US$1 milhão (R$5,5 milhões). A diretoria do Cruzeiro, contudo, considerou a quantia aquém das expectativas e, num primeiro momento, recusou a oferta.

O contato entre representantes dos clubes ocorreu no último sábado, data posterior ao vencimento dos salários de dezembro, que não foram pagos pela Raposa. Somado aos atrasos anteriores – parte de outubro e a íntegra de novembro e do 13º -, já são mais de três meses de pendências.

O Cruzeiro não confirmou se Jadsom teria acionado a Justiça do Trabalho com o objetivo de conseguir uma rescisão indireta. Na temporada, o atleta foi bastante prestigiado pelos técnicos, já que participou de 41 jogos, sendo 37 como titular.

Em função da expulsão de Giovanni na vitória sobre o Sampaio Corrêa (1 a 0), Jadsom Silva estava cotado para ser titular no jogo contra o Oeste, às 21h30 de quarta-feira, no Independência, pela 34ª rodada da Série B. Com esse impasse, o técnico Luiz Felipe Scolari terá de encontrar outra alternativa para formar o meio-campo ao lado de Adriano e Filipe Machado. O Cruzeiro é o 11º colocado, com 44 pontos, e está fora da briga pelo acesso.


Folha enxuta

Praticamente fora da briga pelo acesso, o Cruzeiro vai usar a reta final da Série B como teste visando à próxima temporada. Em 11º lugar, com 44 pontos – oito a menos que o 4º CSA -, o time celeste enfrentará o Oeste nesta quarta-feira, às 21h30, no Independência, pela 34ª rodada. Depois, pegará Juventude (fora), Operário (casa), Náutico (casa) e Paraná (fora). O objetivo é terminar a competição da melhor forma possível para iniciar bem o planejamento de 2021.

Em entrevista na sexta-feira, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, o técnico Luiz Felipe Scolar afirmou que teria reunião com o novo diretor executivo de futebol, André Mazzuco, para definir os pormenores da pré-temporada. Um dos assuntos em pauta é a incorporação de pelo menos cinco contratações experientes ao grupo.

O clube terá de se reinventar, visto que as finanças ficarão mais comprometidas em razão da permanência na segunda divisão. Se em 2020 ainda houve um resquício de receitas da Série A, em 2021 a “fonte secou”. Com gasto médio de R$6,5 milhões no departamento de futebol profissional, o Cruzeiro tentará reduzir os valores, mas sem abrir mão de reforços qualificados.

O nosso eixo norteador é a realidade do clube. Precisamos entender as nossas limitações e tentar ser o mais eficiente possível dentro desse cenário. Precisamos ser criativos, buscar receitas e criar soluções que nos permitam a possibilidade mais próxima de acesso”, afirmou André Mazzuco.

A criatividade almejada pelo Cruzeiro é tentar encontrar jogadores que se adaptem à filosofia de Felipão, ofereçam retorno técnico e concordem em receber vencimentos próximos ao padrão da Série B – folha salarial entre R$700 mil e R$1,5 milhão.

Quando se tem uma limitação financeira, vale a criatividade. Há pessoas trabalhando para o departamento de futebol que vão buscar uma alternativa”, complementou o diretor.

Vale lembrar que a direção precisa solucionar dois problemas em curto prazo: o impedimento de registrar reforços por causa de uma punição na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas da CBF (dívida de R$ 1,3 milhão com o PSTC, do Paraná, pelo zagueiro Bruno Viana) e os mais de três meses de remunerações em atraso (parte de outubro e íntegra de novembro, dezembro e 13º).