Destaques Geral

Jacuí restringe atividades comerciais não essenciais

10 de junho de 2021

A Prefeitura de Jacuí decretou regras mais restritivas ao comércio do município até o dia 14 de junho. O decreto proíbe a venda de bebidas alcoólicas na cidade e as igrejas, assim como a maioria dos estabelecimentos, deverão permanecer fechados. Alguns comércios poderão funcionar exclusivamente por delivery como supermercados, mercados, mercadinhos, mercearias e congêneres; padarias; hortifrutigranjeiros; açougues e peixarias; distribuidor e/ou revendedor de gás de cozinha e distribuidor e/ou revendedor de água mineral.

Fica autorizado o funcionamento de serviços essenciais como:

Consultório veterinário (urgências e emergências);

Clínicas médicas (consulta de emergências);

Clínicas odontológicas (urgências);

Laboratórios clínicos (das 6h às 12h);

Postos de combustíveis (expediente normal, com exceção as conveniências);

Farmácias e drogarias (expediente normal, facultando-se o funcionamento em regime de delivery, até as 22h);

Funerárias e serviços relacionados (expediente normal);

Oficinas e borracharias (das 7h às 14h – procedimentos de emergência);

Cartório de registro civil de pessoas naturais (procedimentos de urgência);

Serviços de provedores de internet, tv a cabo, fornecimento de água, distribuição de energia elétrica, coleta de resíduos domiciliares e hospitalares, radiofusão sonora, serviço postal, podendo ocorrer mediante chamado;

Serviço de limpeza pública (coleta de lixo), execução das obras públicas de construção civil, exclusivamente, aquelas atinentes ao saneamento básico e ligadas diretamente à saúde, bem como manutenção de estradas vicinais;

Os cultos, celebrações, reuniões e demais cerimônias religiosas de qualquer igreja, denominação ou congregação deverão ser realizados em formato virtual;

Cooperativas de café (expediente normal, para recebimento de sacas de café).

A ideia é que as pessoas realmente permaneçam em casa. Por isso, fica proibido a formação de aglomeração em residência, inclusive de pessoas da mesma família que não coabitem, independentemente do número de pessoas. Durante a vigência do lockdown, fica proibido o funcionamento de todas as agências bancárias, incluindo os serviços de autoatendimento, que deverão permanecer inacessíveis/desligados/inoperantes; o funcionamento de todos os agentes lotéricos; o funcionamento dos estabelecimentos de compra e venda de produtos da região; a realização das atividades físicas em academias e vias públicas municipais; o funcionamento do comércio ambulante nas vias e logradouros públicos; aos hotéis não será permitido o recebimento de novos hóspedes durante esse período, salvo de profissionais de saúde ligados diretamente ao enfrentamento do coronavírus e de caminhoneiros ou transportadores de insumo essencial, cuja hospedagem deve ser automaticamente comunicada ao órgão de Vigilância Sanitária Municipal.

Excepcionalmente durante o lockdown, ficam suspensas as atividades de táxis e mototaxis para transporte de pessoas no território do município, ficando fora desta proibição, os profissionais que estejam realizando serviços de delivery de gêneros alimentícios (entrega em domicílio). No período de vigência do decreto, os serviços públicos poderão ser acessados por meio remoto, exceto as áreas de saúde (PSFs), que poderão funcionar para atendimento ao público, tendo em vista a vacinação contra a covid-19.