Destaques Geral

Itamogi inicia cadastro para testes da 2ª dose da Janssen

Gabriella Alux/ Redação

23 de setembro de 2021

Ontem, 22, houve uma reunião na Prefeitura de Itamogi com profissionais da Universidade de São Paulo (usp) e equipe de Saúde do município para discutir iniciativa

ITAMOGI – A Prefeitura de Itamogi realiza, a partir de hoje até o 30 de setembro, as inscrições para cadastro de voluntários para estudos clínicos de segunda dose da vacina Janssen. O cadastro pode ser feito presencialmente, no Posto do Cerrado, pelo telefone (35) 3534-1865 ou pela internet, por meio do link https://forms.gle/PVVvHUPrnGvaC8CW8. Para participar, é necessário ter entre 18 e 55 anos, não ter sido contaminado pelo coronavírus nem tomado vacina contra a covid-19 de outros fabricantes e estar em boa saúde.

No dia 27 de agosto, representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da farmacêutica Janssen, empresa do conglomerado Johnson & Johnson, se reuniram para discutir sobre o uso da dose de reforço do medicamento. A Anvisa solicitou da empresa o compartilhamento dos estudos realizados sobre a aplicação dessa proteção adicional. Os integrantes do órgão pediram que o repasse de informações ocorra à medida que sejam concluídos, no processo chamado de submissão contínua.

Na última terça-feira, 21, a Johnson & Johnson informou que uma segunda dose da vacina Janssen aumentou a eficácia para 94%, nos Estados Unidos, contra as formas moderadas e graves da doença. A dose de reforço foi administrada cerca de dois meses após a primeira.
De acordo com a secretária de Saúde de Itamogi Priscila Marcomini Dias, os participantes receberão uma ajuda de custo e o transporte para Ribeirão Preto, onde serão feitos os testes. Segundo ela, critérios adicionais para participação serão avaliados pela equipe do estudo durante o processo de triagem.

“Os pesquisadores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, junto à Janssen – Johnson & Johnson, estão desenvolvendo um novo estudo para avaliar a imunidade adquirida pelas pessoas a partir de diferentes doses da vacina da Janssen administrada em um esquema de duas doses em adultos saudáveis. Ontem pela manhã, eu, mais a pediatra e professora da Universidade de São Paulo (USP) Marisa Mussi, o infectologista Rodrigo Santana, a coordenadora do Centro de Pesquisa, Silva Negrini, o prefeito, Ronaldo Dias, e os membros do Comitê Covid-19 nos reunimos na prefeitura para tratar dessa iniciativa”, contou Priscila.

Segundo a secretária, os profissionais do Programa de Saúde da Família (PSF) começarão a fazer busca ativa, hoje, no município, uma vez que os estudos contemplarão apenas pessoas de 18 a 55 anos e Itamogi finalizou, ontem, a primeira etapa da vacinação em toda a população adulta. Priscila afirma que, como já foi encerrada a aplicação da vacina para todas as pessoas acima de 18 anos, por enquanto, apenas as que recusaram a tomar o imunizante ou não foram vacinadas, por algum motivo, que irão participar.

“Para nós, é uma honra nosso município ter sido escolhido para fazer parte dos dois estudos, tanto da vacina Janssen, como da Butanvac. Se um foi para contribuir com mais uma vacina, esse da Jansen é para ver a eficácia de dosagem, se teria a necessidade de uma segunda dose ou não, uma vez que a vacina da Jansen foi liberada, logo no início, como dose única. Por isso, é um privilégio para nossos munícipes fazer parte da história da ciência de nosso país. E, se tudo der certo de também incluir os adolescentes de 12 a 17 anos nesses estudos clínicos, será melhor ainda, pois esse grupo, pelo Ministério da Saúde, entrará de início na vacinação somente os adolescentes com comorbidades”, disse a secretária.

De acordo com a prefeitura, Itamogi tem cerca de 7,7 mil pessoas vacinadas com pelo menos a primeira dose, o que representa 94% da população estimada pelo Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).