Destaques Política

Inundação atinge casas em Itaú de Minas

23 de outubro de 2020

praça Heleno de Andrade, conhecida como praça do Baé, em Itaú de Minas, tiveram suas casas inundadas devido à chuva. / Foto: Divulgação

ITAÚ DE MINAS – Moradores do entorno da praça Heleno de Andrade, conhecida como praça do Baé, em Itaú de Minas, tiveram suas casas inundadas devido à chuva do último sábado, 17. Segundo Lia Girão, moradora do local – no bairro Santa Terezinha –, não é a primeira vez que isso ocorre e, até o momento, nenhuma solução foi apresentada para resolver o problema. “Isso já vem acontecendo há uns três anos, toda vez que chove é essa correria e esse desespero”, contou.

Para José de Moura Filho, o Zezé Ventilador, também morador do bairro Santa Terezinha, o problema ocorre em razão da rede de esgotos do local.

Os funcionários da prefeitura foram fazer uma rede de esgoto, tiraram a pedra do meio fio e colocaram bastante entulho em um terreno sem muro de arrimo. A chuva foi tão forte que não teve onde escorrer, porque os bueiros estavam todos entupidos, e a água foi diretamente onde estava o entulho, que inundou a rua e as casas aqui”, disse.

A secretária municipal de Obras, Giani Malaguti Canaval Mello, afirma que a inundação aconteceu devido à terra que se encontrava em uma construção.

A prefeitura descolou um fiscal até o local para verificação da situação e orientação dos responsáveis e já iniciou os serviços de limpeza da via pública”, explicou a secretária.

Para Giani, a recorrência dos alagamentos se dá em razão da água que fica acumulada na praça pela falta de bocas de lobo no local. Ela conta que o problema deve ser sanado com a construção de um loteamento próximo à praça.

“Esse loteamento vai abrir ruas e, nessas ruas que vão se abrir, serão construídas bocas de lobo. Já foi aprovado o projeto na prefeitura e isso vai sanar esse problema de excesso de água”, afirmou.

Os moradores do bairro contam que ligaram para a prefeitura após o ocorrido e foi dito que na segunda-feira, 19, os agentes públicos iriam até o local realizar a limpeza, que só teve início na manhã desta quinta-feira, 22. De acordo com Giani, a prefeitura não iniciou a limpeza na segunda-feira porque era esperado que a proprietária da construção realizasse.


Morador reclama

Zezé Ventilador diz que a praça Heleno de Andrade está bastante danificada e que o vereador Donizetti Antônio de Amorim, o Zetinho, chegou a ir até o local no começo do mandato e afirmou que a praça seria reformada.

Ele veio aqui e prometeu, disse que a verba estava até depositada para fazer a reforma da praça. Isso foi no comecinho do mandato”, afirmou. Ele diz que foram feitas várias topografias no local ao longo dos últimos três anos, mas que até o momento a reforma não começou.

Segundo a secretária municipal de Obras, a reforma da praça não pôde ser feita porque nenhuma empresa compareceu na licitação. Giani assegura que já está sendo agendada uma nova licitação para que as empresas interessadas possam participar e a reforma da praça seja feita.

Após a inundação de sábado, uma das famílias que teve a casa atingida pela água perdeu todos os alimentos. Os moradores do bairro, por meio das redes sociais, se uniram a membros do grupo “Amigos do Zé”, do Facebook e do WhatsApp, para a arrecadar alimentos. Ao todo, já foram entregues quatro cestas básicas para a família, e os colaboradores do grupo continuam a arrecadar mantimentos para outras famílias necessitadas do município.