Destaques Folha Motors

Hyundai Santa Cruz vem aí

29 de abril de 2021

Foto: Divulgação

A Hyundai finalmente apresentou sua primeira picape. O modelo, batizado de Santa Cruz, será feito e vendido inicialmente nos Estados Unidos, onde é considerado um modelo compacto. Há grandes chances de a novidade ser vendida também no mercado brasileiro, para disputar compradores com picapes de porte intermediário entre as pequenas, como a Volkswagen Saveiro, e médias, caso da Toyota Hilux, por exemplo.

]No Brasil, a Santa Cruz disputaria compradores com a Fiat Toro, a Renault Oroch e a Ford Maverick. As duas primeiras são feitas no Paraná e em Pernambuco, respectivamente, e terão novidades em breve. Isso inclui, além de atualizações no visual e acabamento, novos equipamentos e motores.

Já a Maverick deve ser lançada em 2022. A picape inédita resgata o nome de um fastback vendido pela Ford no País nos anos 1970 e é baseada no Bronco, SUV que será lançado aqui em maio. E, assim como o utilitário, será um modelo global e deverá vir do México. Com a Santa Cruz, a Hyundai pretende ingressar na categoria que ficou conhecida como SAV. A sigla significa Sports Activity Vehicle, ou veículo para atividade esportiva, em tradução livre. Trata-se apenas de sopa de letrinhas – cada marca cria a sua.

A Fiat, por exemplo, informa que a Toro é uma SUP, de Sport Utility Pick-Up. Assim, a italiana reivindica a criação do segmento de picapes utilitárias esportivas. Se ninguém se opõe, que assim seja. Na prática, trata-se de uma estratégia já aplicada pelas montadoras nos SUVs e que ficou conhecida como crossovers. Ou seja, são produtos que misturam características (ou virtudes) de vários modelos.

Nas novas picapes, a ideia é oferecer as vantagens de um veículo de carga, como ter uma caçamba, sem perder de vista o conforto e o uso no lazer. Tanto que, assim como a Toro, a Santa Cruz é feita sobre chassi monobloco e tem tração 4×4. Porém diferentemente do modelo da Fiat, o da Hyundai não vai oferecer motor a diesel. Isso, é claro, no mercado norte-americano.

Em relação às dimensões, a Santa Cruz está alinhada com as rivais. Segundo a marca, são 4,97 metros de comprimento, 1,90 m de largura, 1,69 m de altura e 3 m de entre-eixos. Ou seja, essa distância é um pouquinho maior que a do entre-eixos da Toro. Além disso, a novata é ligeiramente mais comprida que a Maverick, cuja carroceria deverá ter 4,95 m.

No visual, a Santa Cruz chama bastante a atenção por causa do estilo parrudo e moderno. A dianteira é igual à do Tucson. A grade e as luzes superiores, de LEDs, parecem se fundir em um único elemento. A solução é chamada pela Hyundai de “luzes paramétricas escondidas” e cria um efeito tridimensional. Por sua vez, os faróis ficam mais abaixo e têm molduras com desenho mais quadrado que os do Tucson.

O estilo da traseira também é bastante inovador e as linhas têm orientação na horizontal. O desenho das lanternas, que avançam sobre a tampa da caçamba, lembram um martelo. O nome da picape, em letras grandes e maiúsculas, está gravado na parte inferior da tampa, em baixo relevo. Na parte central do para-choque há um rebaixo. Isso facilita a tarefa de movimentar objetos na caçamba.


FÔLEGO DE SOBRA

Foto: Divulgação

A mecânica da Santa Cruz que será vendida nos EUA também é bem moderna. O câmbio é automatizado de duas embreagens e oito velocidades. E haverá duas opções de motores de 2,5 litros e quatro cilindros a gasolina.
As versões de entrada virão com o Smartstream aspirado que gera 192 cv de potência e 24,8 mkgf de torque. As de topo virão com o T-GDI de 278 cv e 42,7 mkgf, respectivamente.

Ou seja, a Santa Cruz é mais potente que as opções mais caras das picapes médias vendidas no Brasil. A VW Amarok Extreme, por exemplo, tem motor V6 turbodiesel de 258 cv A capacidade de reboque da picape Hyundai vai de 1,5 tonelada, para a versão aspirada, a 2,2 t, para a turboalimentada.

A cabine também lembra bastante a do Tucson. Há quadro de instrumentos virtual com tela de 10 polegadas. O sistema multimídia tem uma segunda tela do mesmo tamanho. A Santa Cruz será produzida na fábrica do Estado do Alabama. Os norte-americanos poderão encomendar a picape da Hyundai a partir do fim de abril. As primeiras entregas serão feitas entre julho e agosto.