Cidadania Destaques

Hospital Gedor Silveira promove 1ª PetLive com 35 cães para adoção

Por Adriana Dias / Da Redação

28 de janeiro de 2021

Três filhotes que estão entre os 35 animais que serão oferecidos em doação na 1ª PetLive do hospital. / Foto: Divulgação

S.S. DO PARAÍSO – O Hospital Gedor Silveira realiza nesta quinta-feira, 28, a partir das 17h a PetLive, um evento destinado a mostrar alguns dos 35 cães, filhotes e adultos, que a instituição está disponibilizando para a adoção.


Você também pode gostar de:

Prefeitos da região se reúnem com Zema e fazem reivindicações 

O hospital conta com um programa terapêutico no qual utiliza cães como uma das ferramentas de reabilitação dos pacientes internados. Os interessados podem assistir à live pelas redes sociais da instituição no Facebook hospitalgedorsilveira e pelo Instagram @hospitalgedorsilveira.

De acordo com a coordenadora de Marketing do Hospital Gedor Silveira, Susana Souza, o projeto chamado Terapia Assistida por Cães é coordenado e executado pelo setor da Equipe Multidisciplinar e serve a instituição como um recurso auxiliar e complementar no tratamento dos usuários, na qual se utiliza os cães como forma de melhorar a adesão, a interação e as condições gerais do usuário.

O coordenador do projeto, Frederico Teruaky explicou que são propostas atividades como caminhadas, brincadeiras ou quaisquer formas de interação com o animal, dirigidas pelo profissional, visando à melhora geral do quadro dos pacientes.

O projeto foi implantado há dois anos e atualmente conta com três profissionais dedicados a este trabalho, um educador físico um terapeuta ocupacional e um adestrador de cães, sendo eles responsáveis para a realização de trabalhos voltados na inclusão dos cães nas atividades dentro das modalidades de, Atividade Assistida, Terapia Assistida e Oficinas de cuidado e trato animal”, explicou.

A instituição mantém um canil que é a essência para o funcionamento do programa, pois a partir dele é dada a possibilidade de a própria instituição ter o controle a respeito da disponibilidade e das condições do animal. Todos os cães utilizados nas atividades foram resgatados, tratados e realizadas triagens para identificar a aptidão de cada cãozinho. Atualmente 12 cães participam das atividades diárias do hospital, e os demais que foram resgatados e tratados estão disponíveis para a adoção pela comunidade.

A live será realizada para que as pessoas tenham acesso aos cães de forma segura e responsável. Ainda conforme Susana, esta foi uma forma de realizar o evento que é importante para o hospital e a comunidade.

A ideia desde o começo era realizar uma caminhada com os cães e uma feira de adoção, mas com a pandemia tivemos que nos reinventar. Então, surgiu a ideia da live, na qual mostraremos o trabalho que realizamos com os cães terapeutas e também os animais que hoje estão disponíveis para a adoção”, enfatiza.

É importante lembrar que o hospital tem instalações para um número limitado de animais e não recebe cães e gatos abandonados nas ruas. A live será transmitida pelas redes sociais da instituição e os interessados em adotar os cães deverão agendar um horário para a visita onde passarão por uma entrevista com os cuidadores e assinarão um termo de compromisso com os cuidados com os animais adotados.