Destaques Política

Guaxupé cria Parlamento Jovem por EAD

6 de abril de 2020

PASSOS- As atividades do Parlamento Jovem e Câmara Mirim, programa da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, foram suspensas devido a pandemia provocada pelo novo coronavírus. Diante dessa situação, a Câmara de Guaxupé inovou e está produzindo materiais online para que os participantes possam dar continuidade ao projeto. A ideia chamou atenção e mais de 60 cidades que também estão utilizando os conteúdos e, da região, apenas Passos não aderiu ao material.

Ao todo, são 110 câmaras municipais do Estado que foram contempladas com o programa da Escola do Legislativo. Mais da metade dos municípios participantes adotaram o conteúdo online e vão dar sequência ao projeto, como Poços de Caldas, Uberlândia, Juiz de Fora, Mariana e muitas outras. A ação foi elogiada pela coordenação estadual do programa.

O projeto foi adaptado em forma de vídeoaulas e material de apoio, produzido pela Escola do Legislativo de Guaxupé Miguel Antônio Stampone, e vai ser disponibilizado online para os estudantes participantes do ensino Médio e 8º e 9º ano do ensino fundamental. Em Guaxupé foi criado um grupo no Whats App com os alunos e toda semana vai ser enviado o material, que tem temas como “A Importância da Educação Política”, “A Função dos Três Poderes”, “Qual é o Papel do Vereador?” e “Como se Faz uma Lei”. Cada cidade vai ficar responsável por decidir como vai disseminar o material.

Segundo a diretora da Escola do Legislativo de Guaxupé, Bruna Luiza dos Santos, a ideia de criar o material surgiu após a coordenação estadual comunicar a suspensão das atividades do projeto e que as cidades poderiam pensar em alternativas para continuar a educação política dos jovens. A implantação se deu, também, tendo em vista que este ano estão programadas eleições municipais e o período para realizar ações como essa é mais curto.

“Nós pensamos em alguma ideia para não deixar o projeto estagnar e continuar essa formação politica mesmo com essa crise que estamos passando. Foi onde pensamos no EAD, já que todas as escolas estão paradas e os alunos têm um tempo hábil para assistir as aulas. Tivemos essa ideia e passamos para o nosso polo Sudoeste, que é formado por sete cidades, e todo mundo achou bacana. Depois consideramos que o material já estava criado e que todas as cidades estavam nesta situação, então pensamos em expandir o convite para usá-lo. Todo mundo está aceitando e me enviando mensagem”, declarou Bruna.

Dentre as cidades da região e presentes no polo Sudoeste, São Sebastião do Paraíso e Itaú de Minas aderiram ao material e vão dar continuidade ao projeto através do conteúdo online. Passos não aderiu, pois, segundo o presidente da câmara Rodrigo Maia, o Parlamento Jovem não estava implementado ainda no município, visto que o lançamento foi cancelado por conta da pandemia.

“Fizemos todo o procedimento, quem encabeçou foi a Dona Cida. Ia ter um ato de inauguração, mas devido a impossibilidade de fazer reuniões tivemos que cancelar. O projeto já foi criado, mas não foi lançado. Não queremos, também, correr o risco de começar de forma remota e isso causar o desinteresse porque o mais interessante é a participação no plenário. O projeto é excelente e assim que possível daremos continuidade”, explicou.