Destaques Geral

Grupo Ipiranga compra parque industrial da Itaiquara Alimentos

Por Ézio Santos/ Especial

23 de agosto de 2021

Foto: Arquivo FM.

PASSOS – Seis meses após arrendar as áreas de lavouras de cana-de-açúcar da Itaiquara Alimentos, a direção do grupo Ipiranga Agroindustrial anunciou, ontem, a compra do parque industrial da antiga Usina Açucareira Passos. A homologação foi oficializada pelo juízo da comarca de Caconde (SP), onde tramita o processo de recuperação judicial da Itaiquara, com sede de Tapiratiba (SP).

O gerente de Serviços Compartilhados do grupo Ipiranga, Guilherme de Andrade Tittoto, revelou que a moenda (engenho), fábrica de açúcar e a destilaria de etanol, temporariamente desativada, foram compradas por meio de leilão judicial ao anunciar melhor lance entre os interessados. Sem revelar valores da transação do parque industrial, Tittoto disse que a Itaiquara permanece com o controle acionário da fábrica de fermento, localizada em Passos, ao lado da indústria.

O principal objetivo da aquisição do parque industrial é investir no aumento de área de cultivo de cana em Passos e região, atualmente com cerca de 12,5 mil hectares, e, consequentemente, duplicar ou triplicar a produção do açúcar, cujo destino é a Copersucar, empresa exportadora.

“Nosso projeto, a partir de outubro, será bem amplo. Além da geração de mais empregos diretos e indiretos, temos planos interessantes na área social, o acréscimo de produção implicará em mais recolhimento de impostos e mais dinheiro circulando no município, vamos qualificar nossa mão de obra através de cursos e treinamentos”, destacou Tittoto.

Após a primeira safra em Passos, em andamento desde 2 de agosto e com previsão de término nos últimos dias de setembro, o foco é aumentar, gradativamente, as áreas de cultivo.

“Trabalhamos com 12,5 mil hectares, entre áreas arrendadas, áreas de um fornecedor de Delfinópolis, e temos áreas cuja colheita está sendo realizada por um prestador de serviço que é de São Sebastião do Paraíso. É certo que até a próxima safra, entre junho e agosto de 2022, a meta é plantar e cuidar bem dos canaviais em formação, porque as terras da região são ótimas para produzir cana de excelente qualidade, aliadas ao nosso sistema avançado em tecnologia desde o plantio até a produção”, destacou o gerente.

VHP

Diferentemente do açúcar branco que era produzido pela Itaiquara, o produto extraído da cana na unidade Ipiranga de Passos é denominado de VHP (Very High Polarization). Menos úmido, utilizado como matéria-prima para outros processos e destinado ao refino devido a sua alta polarização. Pode ser usado para o consumo, mas geralmente é exportado para vários países a fim de fabricar o açúcar refinado.